domingo, 6 de março de 2011

Debate "Eleições Sporting" (c/ vídeo)



Quem não viu deve procurar formas de o conseguir ver na totalidade, foi pelo menos um debate em que ninguém "se atropelou", com muita dignidade. Seria muito difícil falar-se de todos os assuntos que nós, Sportinguistas, desejamos, mas deu para perceber como estão divididas as candidaturas. O vídeo em cima tem o último minuto de cada um dos candidatos no debate de hoje.

Pessoalmente, continuo a reforçar que Bruno Carvalho é o sem dúvida o candidato da ruptura. Coerente no discurso, realista e conhecedor dos dossiers do clube. Depois no lado oposto, Godinho Lopes é José Roquette a falar. A continuidade em absoluto. Dias Ferreira marcou pontos, devo reconhecer que teve momentos de muita lucidez e soube utilizar a sua experiência da televisão, mas estará sempre ligado a um passado muito recente. Abrantes Mendes fala com amor e paixão, mas com poucas ideias, poderia ter ido mais longe utilizando algumas das críticas que fez durante os últimos anos, dá a sensação de ser o "candidato romântico dos anos 50". Não é mau, mas é passado. Zeferino Boa...só esteve lá para atacar Godinho Lopes, muito fraco. Por fim, Pedro Baltazar de quem tinha alguma esperança, reforçou a posição da banca, e deu 2 tiros nos pés com as modalidades e a falar de futebol na parte dos treinadores brasileiros.

10 comentários:

Anónimo disse...

Só uma pequena questão.
A SIC fez muito bem em organizar este debate, mas usar uma fotografia dos adeptos do Celtic cujo o tema é as Eleições no Sporting no seu site, é que NÃO!

Pedro Varela disse...

Não sabia dessa imagem, obrigado pelo apontamento.

Romeu disse...

Pedro Baltazar e Zeferino Boal estão a mais neste processo (prevejo a desistência ou integração noutra lista).

Abrantes Mendes e Dias Ferreira têm uma grande paixão pelo clube, mas creio que não chega ter alma e paixão, é preciso a razão e o bom senso. Dias Ferreira deu um tiro no pé ao trazer o Futre.

Bruno de Carvalho diz ser o homem das rupturas, mas falta-lhe humildade e experiência. Não me parece que o Inácio seja a pessoa certa.

Godinho Lopes tem sido atacado e responsabilizado pelo passado recente do clube. Esquecem-se que esse passado nos deu títulos. Tem ideias bem definidas, pessoas competentes e é alguém com princípios e valores. Logo, espero que seja o próximo presidente do meu clube.

LEÃO PENSADOR disse...

Existem duas facções. Pró Carvalho e Pró Godinho. Nada mais errado na minha opinião. Um ainda nada fez nem diz, além de se denominar da ruptura, o outro, fez de mais ou de menos consoante o ponto de vista.

TUDO SOBRE O DEBATE - VISITE-NOS E COMENTE. OBRIGADO

http://conselholeonino.blogspot.com/

Anónimo disse...

O mais bem preparado e que continua a surpreender-me é o Bruno Carvalho, pessoa de quem não conheço o seu passado nem sei se tem os milhões do que fala. Mas é coerente e tem um rumo....
Depois Dias Ferreira, Godinho Lopes, a decepção Pedro Baltazar, Abrantes Mendes, emoção e coração só não chega, por fim o Zeferino,um no comments!!

Ant Mend

Alexandre Calado disse...

Ao contrário do que tenho lido, se fosse adepto do sporting o que menos me importava era a retórica do projecto. Claro que agora todos são ecléticos, todos têm dinheiro, todos têm excelentes ideias sobre equipas b, plantéis de 20 jogadores, cadeiras pintadas, etc. O que interessa é o projecto para o futebol. O que cada um dos candidatos oferece para o futebol?

O Bruno Carvalho oferece um director desportivo que foi treinador do Leixões há dois meses.

O Baltazar apresenta o Zico. Alguém está entusiasmado?

O Godinho Lopes apresenta os tios que compõem o gang do croquete.

O Zeferino não conta.

O Abrantes Mendes não apresenta ninguém.

O Dias Ferreira apresenta Futre e Rijkaard.

A escolha está aqui. É básico? Não sei. Sei que juntar um conjunto de boas ideias é fácil, agora onde se percebe como se pensa o futebol e o futebol do clube é pelos nomes que se apresenta. O Inácio é simpático e todos os sportinguistas gostam dele, mas quem é o Inácio internacionalmente e que experiência tem como Director Desportivo? Podem detestar o Futre, mas o Futre conhece a profissão e para já conseguiu um treinador que até há bem pouco tempo os tios consideravam impossível no Sporting.

Gonçalo disse...

Bruno de carvalho foi o grande vencedor da noite e aproveitou o pouco tempo disponível nas suas intervenções para dissipar dúvidas sobre a sua candidatura em detrimento de outras candidaturas da ruptura. Claro, objectivo e com um discurso convincente e capacidade para defender as suas posições com grande segurança, esteve sempre muito confiante nas suas posições e com imensa oportunidade nos ataques a Godinho Lopes (a questão do Nuno em vez do Bruno foi bem pegada). Dos seis candidatos é, tal como Pedro Baltazar, o único que tem um projecto definido e público, e neste caso há várias semanas como reboque para outras candidaturas. Serão importantes os próximos dias, especialmente na confirmação dos investidores e na aposta no treinador de craveira internacional e digno de um projecto transversal da formação ao futebol sénior.

SL

http://sportingunido.blogspot.com

Anónimo disse...

Para mim e esquecendo o passado, o melhor candidadto é o Godinho...!!!
O Bruno Carvalho, pareceu-me um pouco vaidoso e demasiado seguro ...
Pode ser mais uma ventureiro...

Marcelo disse...

Tem piada os argumentos dos pró-continuidade, para eles estas candidaturas têm experiência e até já ganharam titulos, imaginem, dois! Mas somos o Belenenses ou o Boavista??

O sportinguista comum foi ensinado a resignar-se, foi ensinado a contentar-se com pouco... Mas têm de parar para escutar, parar para ver, parar para ser o número 1 em Portugal.
Assim como o lampião diz que é o número 1 em Portugal, assim como o tripeiro diz que é o número 1 em Portugal, também nós temos o direito de sermos o número 1 em Portugal.
Por isso chega! Está na hora!

Anónimo disse...

Eu quero lá saber se o Bruno Carvalho é um aventureiro ou não, para já só quero um coisa: mudança e auditoria a todas as contas.

Todos merecemos saber o que se passou nestes últimos anos.

Se depois disso esta candidatura não resultar, muda-se outra vez.

Não estou é para passarem mais 20 anos do mesmo, é que não estou mesmo!!