terça-feira, 19 de abril de 2011

Sporting e as assistências em Alvalade!



Percebe-se bem que a aproximação aos sócios tem sido uma das prioridades da nova direcção. Falta gente, muita gente aos estádios, principalmente ao de Alvalade. 

Este ano foram em média ao Estádio do Sporting aproximadamente 23.543 espectadores para a liga portuguesa. O número mais baixo desde que existe estádio novo. A preocupação é enorme porque as receitas baixaram drasticamente. Significa que a lotação do estádio está por estes dias nuns míseros 47% (partindo do princípio que o limite são os 50 mil lugares).

Porto e Benfica são os únicos em Portugal a ultrapassar a média dos 30 mil lugares, 36.177 para os do norte e 38.793 para os do sul, o que traduzindo para a lotação dos estádios estamos perante 70% no caso do Porto e quase 60% no Benfica.

Quem nos morde os calcanhares este ano são Vitória, 14.053 e Braga, 13.576. Ou seja, apesar de ainda se distanciarem de perto de 10 mil espectadores de nós, as lotações dos seus estádios estão ao mesmo nível. O que é bastante preocupante.

Já agora ficam alguns dados dos 6 campeonatos mais importantes na Europa. Em Inglaterra, Manchester United lidera com 75.058 espectadores, sendo que o Blackpool é o que menos adeptos leva ao estádio, 15.720. A margem de lotação dos estádios vai de 65% a 98,5%, números impressionantes só equiparados com os germânicos.

Na Alemanha, o Dortmund que já esteve para ser campeão mas ainda subsiste a dúvida, lidera as assistências com 78.367 espectadores, sendo o Mainz 05 o responsável por levar a "lanterna vermelha" com uns "míseros" 20.142. Tal como em Inglaterra, a lotação dos estádios varia entre 60% e os 99,5%!

Passando para o país vizinho, Barcelona e os seus 80.718 é o clube que na europa mais espectadores está a levar ao seu estádio, natural não só pelos resultados desportivos como pelo futebol praticado, sendo o Getafe o clube que menos consegue encher o Coliseum Alfonso Peréz com 10.312. A margem de variação de lotação vai desde os 49% aos 88% (neste caso o Real Madrid).

França e Itália com Marselha e Inter lideram as assistências com números muito semelhantes a rondar perto dos 53.000 espectadores, e no fundo da tabela Mónaco com 7.195 e Brescia com 9.250 ocupam a última posição respectivamente. 

Já na Holanda é o Ajax que regista melhores assistências com 47.533 sendo o Excelsior o pior com um número que já se assemelha a Portugal, 3.274. Registe-se que em Portugal é a Naval com a pior média de assistência na Liga Portuguesa com 1.763 espectadores no Bento Pessoa.

Por fim, colocando de forma ordenada estes 6 países onde encaixavam os 3 grandes? Ora, o Benfica teria 27 clubes com médias superiores (na Alemanha há pelo menos 10), o Porto teria 30 clubes à sua fente, já o Sporting....eram 58 clubes.

Se individualizarmos por campeonatos, em Inglaterra 17(!) são os clubes com melhor média de assistência que o Sporting, na Espanha são 7, em França 6, na Alemanha o número aproxima-se da Inglaterra e são 16, na Holanda 5 e finalizamos em Itália com 7 clubes. Assustador!

Os resultados desportivos ajudam e muito a perceber o decréscimo dos números mas não justificam tudo, até porque durante o período de seca dos 18 anos nunca registamos (não tenho base estatística para comprovar) assistências tão fracas como as que verificamos este ano e também não conseguíamos vencer nada!

fonte: SoccerStats e LPFP

11 comentários:

Anónimo disse...

grande síntese, Pedro!
concordo contigo que nao é só o êxito desportivo que traz pessoas ao estádio: ampliar a base de sócios mudando os estatutos e oferecendo mais e melhores serviços, centralizar futebol e modalidades (e recuperar tardes sportinguistas que incluíam pavilhao e estádio, entre modalidades e futebol), revitalizar a envolvência educativa (escolas, vizinhos, etc), etc.
No que diz respeito ao futebol, falta que a equipa, ganhando ou nao, volte a empolgar, e esse critério tem que ser incluído na sua planificaçao, nao é?

saudaçoes leoninas,
tiago

Helder Marques disse...

Excelente trabalho e análise, Varela!
Vamos dar a volta a isto!

já agora, seria interessante comprar os custos médios dos bilhetes com os rendimentos médios, por pais, acho q nos daria uma percepção muito interessante.
Se calhar os preços têm mesmo que bauixar, para os nossos lados!

já viste aquilo do mail das melhorias? o meu já la caiu! :)
melhoriasnoestadio@sporting.pt

Pedro Varela disse...

Vi Hélder, e respondi mal a notícia foi colocada no blog. Espero fazer parte dos 250 seleccionados! ;)

Pedro Varela disse...

Pensei que estavas a falar da sessão de esclarecimento que vai haver no dia 27.

lagarto disse...

O Sporting eram 58 países à frente ou 58 clubes?

Pedro Varela disse...

clubes, já emendei. obrigado.

Anónimo disse...

E falta dizer que as nossas assistências estão aldrabadas por incontáveis borlas, desde as do "dia dos Núcleos", às do "dia da Mulher", passando pelas do "dia dos Namorados", e culminando nas do "dia do teenager parvo e lampião" (pois havia uns dez à minha volta contra a Académica).

Pedro Varela disse...

Isso acontece em todos, logo estará reflectido tanto no Sporting, como no Porto e Benfica de igual forma.

lagarto disse...

obrigado!

Anónimo disse...

Bem, se os novos dirigentes se revoltarem e manifestarem o seu repúdio perante as vergonhosas arbitragens que prejudicam o Sporting, podem ter a certeza que muitos sócios e simpatizantes voltarão novamente ao Estádio.
Mas só fazer barulho não chega.
É necessário apresentar protestos formais enérgicos junto da Liga e da Federação, para verem que não queremos mais brincadeiras.
Tradicionalmente (tirando Dias da Cunha) os nos dirigentes têm sido mansos e e permissivos, quanto a este grave problemas das arbitragens penalizando o Sporting.
Não gostei mesmo nada de ver o nosso Presidente a assistir ao Porto-Sporting junto a Pinto da Costa.
Assim não vamos lá.
É necessário assumir a rotura e que estamos muito insatisfeitos.
DUARTE

Xiko Bil disse...

O antigo estádio tinha sempre excelentes assistências, quase sempre cheio, porque embora se não ganhasse nada, havia empatia clube-associados-adeptos. O que velozmente se veio a perder quando os jogadores perderam o sentido do que significa envergar a sagrada camisola leonina. Por outro lado houve e há relaxo, por vezes até desprezo, das direcções do Sporting perante os sócios e adeptos, sendo meros chulos apenas preocupados com o seu bem estar. Veja-se o caso sintomático de Bettencourt: o gajo é o sócio 90 mil e qualquer coisa, referindo-se a um associado! Eu que era para inscrever 6 familiares desisti. O que chamaria Bettencourt aos sócios cento e tal mil? E é pena dizer isto, mas nada vai melhorar. O Sporting é hoje um coito de vaidosos sem dignidade. Meros chulos de pacotilha.