sexta-feira, 25 de abril de 2014

Maurício, garra de leão!


Em julho de 2013 escrevia aqui no blog que Maurício falava demais. O Sporting estava em negociações para a contratação do central brasileiro, o jogador dava uma entrevista a dizer que sem uma chamada do Presidente não podia voar para Portugal. 

Quatro dias depois o central foi apresentado em Alvalade como reforço da época 2013/2014. Um contrato de 5 anos.

Passado o problema da sua contratação, rapidamente o foco virou-se para a qualidade do jogador. Contratado a uma clube da segunda divisão brasileira, foram semanas a discutir a sua validade como jogador do Sporting tendo como base fóruns brasileiros que manifestavam a felicidade suprema de se verem livre do jogador.

A pré-epoca do Sportig passou pelo Canadá. Exibições fracas e um auto golo foram o suficiente para lhe traçar um registo de óbito. Maurício não servia para o Sporting.

Há alguns anos que praticamente não teço comentários sobre os jogadores sem os ver jogar no nosso clube. Lembro-me sempre de ter ficado contente com Evaldo quando veio do Braga. A única satisfação que nos deu foi um golo contra o Brondby importantíssimo para a Liga Europa.

Em julho, Maurício é apresentado em Alvalade com a equipa do Sporting diante da Real Sociedad. O Sporting venceu e Maurício marcou.

A primeira jornada deste campeonato começa com o Sporting em Alvalade. Aos 19 minutos já perdíamos em casa diante do Arouca. Fantasmas do passado começaram a surgir na bela tarde de futebol. Aos 30 minutos, o primeiro golo da época foi marcado por Maurício. 

A partir daqui foi com naturalidade, garra, muita dedicação e muitos erros pelo meio, obviamente, que Maurício conquistou a titularidade como central indiscutível no Sporting 2013/2014.

Maurício não é um jogador perfeito, longe disso, nem daqueles que dá na vista, mas transpira e respira Sporting. Quando o Sporting conquistou a ida à Champions quis ser tão rápido a manifestar a sua satisfação que até se enganou no nome da competição. Foi ele, podia ter sido eu, tal era o contentamente de quem sofreu e sofre por este clube.

Não sei onde o jogador vai parar e o que será em 2014/2015 a sua prestação enquanto central com um Sporting com novas e mais exigentes ambições. Sei que Maurício está a realizar um sonho e os jogadores quando passam por isso dão tudo o que têm e mais alguma coisa para mostrar que são vitais para o clube e para os seus objectivos.

Maurício deu uma chapada de luva branca em muitos e muitos adeptos que duvidaram dele.

Quer isto dizer que o Sporting não precisa de mais centrais ou de melhores? Precisa. Precisa de melhorar a qualidade dos que tem e se Leonardo Jardim achar importante reforçar que se faça. Mas é necessário ter jogadores com qualidade e que vivam com a intensidade com que Maurício vive o Sporting.

A identidade de um clube passa, e muito, por isto!

3 comentários:

Leo Filo disse...

Maurício não tem qualidade para jogar numa equipa que queira lutar pelo título, muito menos para jogar na liga dos campeões.
Não foi o Maurício que foi apanhado a conduzir às 4h sob o efeito da álcool no Porto? Mas disso já se esqueceram...
Talvez por ser um "verdadeiro" sportinguista, com cartão de sócio e tudo, por isso até já está apto a trabalhar no departamento de comunicação do SCP! Sem concurso público e sem serem divulgados os custos, muito "transparente"...

Bancada de Leão disse...

Já cá faltava o Godinho...

RG disse...

Dos 3 centrais do SCP continua a ser o mais fraco!