domingo, 14 de setembro de 2014

Sporting 1-1 Belenenses :: sem margem ao fim de quatro jogos!


Só agora soube que morreu um adepto do Sporting durante o jogo de ontem. Nada é mais importante que a vida. Os meus sinceros pêsames à família!

À 4ª jornada estamos com 3 empates e uma vitória no último minuto. É pouco. Ninguém tem dúvidas disso. Mas descarto já a inconsistência de critério, de quem pede que o Marco Silva seja trocado (ou culpado). Contestado? Sem dúvida, e todos nós temos a nossa opinião (de bancada), mas não vou começar numa fase tão prematura a lenga-lenga do treinador que, ainda no final da época passada era o único possível para ser o sucessor de Leonardo Jardim.

O Sporting tem um problema grave na construção da equipa. As saídas de Rojo e de Dier estão a ter um efeito complicado e que poderá agudizar-se com a chegada das competições europeias na quarta. A aposta tem sido em Sarr, que apesar de leves sinais positivos, ainda ontem mostrou dificuldades que, diante de uma equipa com outra capacidade atacante pode ser um autêntico calafrio. E uma equipa que defende mal, ou marca muitos golos ou todos os jogos são sofríveis. Ontem foi mais um golo estúpido, na única oportunidade na primeira parte do Belenenses, e não perdemos os três pontos porque na segunda voltaram a falhar e Patrício correspondeu.

Fez o Sporting o suficiente para vencer? Sim, criou as oportunidades mais que necessárias para conseguir os 3 pontos. Mas, por ineficiência atacante, principalmente, não conseguiu concretizar mais que uma vez (e nessa até ajuda teve). Slimani que perceba que se quer ganhar mais, tem de marcar uns golinhos.

Não podemos queixar-nos do ferrolho em que o Belenenses se colocou, principalmente na segunda parte, nem da falta de fair-play em determinados momentos do jogo. Já sabemos que 90% das equipas que vão a Alvalade têm essa atitude. Cabe ao treinador encetar um plano de jogo, e um alternativo (ou vários), para combater esta forma de jogar do adversário. Não soubemos, e o Lito pode dar-se por contente com isso e não embandeirar em arco que estava triste por não vencer. Poupem-me!

Na pré-temporada vi alguns jogos do Sporting com ideias de Marco Silva, ora uma esquema principal num 4-3-3, ora 4-4-2, ora...sim, o Marco que ainda ontem não quis desculpar-se com a falta de experiência, que introduziu mobilidade nos extremos, aproximou-os do médio atacante, têm de avançar definitivamente para uma equipa "sua". Chegou a hora de mostrar o seu Sporting, porque a margem que era reduzida para falhar, esgotou-se com 360 minutos decorridos de campeonato.

E ainda me tens de explicar porque raio foi substituído o Carrillo? 

Por fim, os reforços, os supostos reforços devem ser para isso mesmo, e não vi ninguém referir-se aos que entraram como jogadores para o banco ou para a B, logo, que dê-se a oportunidade a quem possa merecer. Se William não está a 100%, ou Adrien em baixo, ou Slimani a falhar, coloquemos Oriol, Slavchev ou Tanaka (ontem foi parar à bancada). Assumam-se riscos, não podemos numa fase tão prematura pensar que estamos no abismo!

Nunca estivemos na pole e Inácio nunca devia ter proferido tal palavra, mas não vamos desesperar e colocar tudo em causa. Parte da solução passa por vencer já o próximo jogo na Eslovénia!

Sem comentários: