sábado, 27 de setembro de 2014

Sporting 1-1 Porto :: soube a pouco!


Gosto muito deste Sporting unido no apoio à sua equipa. Nada é mais gratificante que ver Alvalade completamente entusiasmado com o futebol que a sua equipa pratica. A primeira parte foi um autêntico vendaval de força Leonina. Um regalo ver a equipa produzir lances fantásticos de futebol, a marcar, fazendo-nos acreditar que os milhões nem sempre são tudo.

Marco Silva voltou a surpreender-me. Já em Barcelos o tinha feito (e expliquei porquê na vitória da raiva) e ontem voltou a fazê-lo com a titularidade a Jonathan Silva. Não podia ter corrido melhor!

Efectivamente estamos com um problema, está à vista de todos e quero acreditar que o treinador irá resolvê-lo da melhor forma. Ele que acompanha a equipa 24 horas saberá bem melhor que eu como fazer isso. Os centrais do Sporting estão a falhar em toda a linha. Dizer isto não é estar do contra, ou trazer descrédito às contratações efectuadas. Nada isso. Maurício e Sarr não têm estado bem, foi na Eslovénia e ontem, e nem foi pelo golo do Porto. A rapidez de rapazes contrários deixou muitas vezes em cheque a nossa defesa, ainda que uma delas e bem perigosa, em claro fora de jogo.

A questão é perceber se Marco Silva vai mexer para terça feira quando tivermos pela frente uma equipa bem mais perigosa (e valiosa) que o Porto? 

Mas, como disse em cima, acredito no trabalho do Marco Silva, e saberá encontrar a melhor solução. Não mexeu nos centrais em Barcelos, manteve a titularidade de Jonathan Silva quando muitos esperariam o regresso de Jefferson.

Já agora que acharam os que tanto falam mal das contratações, da exibição do Jonathan? Deixa água na boca!



O Sporting marcou cedo por Jonathan Silva, logo no primeiro lance de perigo, numa primeira parte de luxo de Carrillo. Obrigado ao peruano por mostrar a sua enorme qualidade. Havia muito para falar da forma como Carrillo está a jogar actualmente, na sua melhor época no Sporting. Será que foi apenas Marco Silva que conseguiu aproveitar aquele que é um dos jogadores com mais qualidade do plantel?

Depois manteve-se algo que já tínhamos visto em Barcelos, um meio campo com Adrien Silva, William Carvalho e João Mário em forma é um luxo. Nani adiciona a classe que tanto queríamos,  e Carrillo que já disse tudo. O problema é quando as coisas baixam de rendimento, o banco ainda não está a acompanhar. É um processo lento, derivado também em grande parte, da nossa dificuldade financeira. 

O Sporting devia ter matado o jogo na primeira parte. Para mim, o momento decisivo foi o lance de Nani na área que só tinha Fabiano pela frente. Com o guarda redes colocado e sem margem para chegar ao poste mais longe (o direito dele), era lá que Nani deveria ter colocado a bola. Estou em crer que com 2-0 e a exibição de luxo da primeira parte e os 3 pontos não fugiam.

Veio o intervalo e com ele fugiram 2 pontos e baixaram de rendimento alguns jogadores. Marco Silva, deveria, na minha opinião, ter reagido mais cedo ao parco jogo de Adrien Silva na segunda parte. Não percebo as saídas de Carrillo como primeira substituição. Talvez quando o cansaço seja visível que isso faça sentido, porque caso contrário, e na resposta ao maior domínio do Porto, ao avanço dos seus jogadores e ao pontapé para a frente nosso, seria no miolo que as mexidas deveriam ter ocorrido primeiro. 

Ainda assim, com Capel e Mané em campo e depois do Porto ter empatado e baixado a guarda, o Sporting esteve perto do golo com aquele demolidor remate do espanhol à barra que ainda hoje estremece e que foi registado pelo instituto de sismologia português.

Ontem foi um teste importante à nossa capacidade. Não correu como todos queríamos porque não vencer em Alvalade é, sempre, perder pontos. Seja Porto, Benfica ou Chelsea. Mas muitos sinais positivos foram apreciados e que devem ser esses os trabalhados e ajustados na procura de um futebol cada vez melhor.

Não saí triste de Alvalade, mas senti, claramente, que falhamos uma ultrapassagem que estava ao nosso alcance!

Nota final para o speaker de Alvalade. Nós não precisámos de ser como os nossos adversários nas técnicas baixas. O Sporting estava a jogar contra o Porto, não é contra "equipa adversária", como tantas vezes disse de cada vez que falava deles. Nós somos superiores a eles, diferentes e para melhor!

2 comentários:

Riga/V-1-Boy disse...

o Jonathan pode não ser tao bom a atacar como o jefferson, mas é bem melhor a defender e isso é algo que se pede a um defesa.

Jandir disse...

Quem é que me vai explicar o que tem o MS tem contra o Carrilo, ele tem sido o nosso melhor jogador e é sempre substituido mesmo jogando a mil a hora . impressionante !!!!!
e as substituiçoes foram feitas ao contrario. mane e montero deviam entrar antes e o capel depois ...

o centrais nao ha mais nada para dizer. sao o elo mais fraco da equipa de longe. o jefferson que se ponha a pau por tem o lugar em risco. agora quero ver o nosso treinador fazer a rodagem da equipa ja no proximo jogo de campeonato porque iremos ter jogos de seleçoes, taça e mais jogos da champions , precisamos dar animo aos que estao no banco e um pouco de descanço aos titulares ... nao fazer a rotatividade errada do PB , mas parecida a que fazem em Inglaterra. de resto contra chelsea devemos manter o 11 base, mesmo desconfiando dos centrais