terça-feira, 27 de janeiro de 2015

A saída de Sarr e o regresso de William!


Já no passado se cometia o erro de rapidamente deitar abaixo um jogador contratado pelo Sporting. Eu já o fiz e com o avançar do tempo, da minha idade, da racionalidade e do calo que se vai ganhando, há alguma margem que vou deixando para analisar com mais atenção os jogadores que foram contratados.

Sarr é um deles. Entrou numa altura complicada do Sporting. Num jogo grande, contra um rival, sem margem para errar. Azar o dele, e o nosso!

A partir daí rotulado de tudo o que negativo se pode encontrar, e apesar de alguns retornos à equipa, mesmo sendo jovem e com margem de progressão, estará condenado ao fracasso.

O possível empréstimo que se fala hoje (e que já vem de ontem da imprensa britânica) só iria fazer-lhe bem. Futebol forte, agressivo, a Championship ia ser uma prova de fogo. Como foi, por exemplo, para William Carvalho a ida para Bélgica!

Por falar em William, diz hoje a comunicação social que o Presidente Bruno de Carvalho foi preponderante nas conversas que teve com o jogador nos últimos tempos. Dar-lhe força para que rapidamente pudesse regressar à forma que se exibiu na época passada. Parece estar a resultar, tudo isto com o trabalho de excelência que Marco Silva tem com os jogadores nesse aspecto particular.

1 comentário:

Leo Filo disse...

Sarr, mais do que ser emprestado para ter minutos de jogo, precisa de treinar e aprender.
Um jogador com 1,96, não pode perder tantas bolas por alto, não ter tempo de salto e posicionar-se tão mal.
Tem condições físicas para ser central, mas parece que nunca ninguém lhe ensinou algumas das coisas mais elementares, ou então não foi capaz de aprender, o que seria mais preocupante.
É cedo para se dizer o que vai ser, pois ainda é muito novo.
O seu empréstimo, principalmente para a 2ª divisão de Inglaterra, não creio que possa contribuir para suprir os seus problemas. Nesse campeonato, as suas características físicas podem ser muito úteis à equipa que o recebe, no entanto, não vai ter oportunidade de treinar os aspectos que precisa de melhorar para poder jogar no SCP.
Espero que as notícias sobre a dificuldade de chegar a acordo com Ewerton não sejam verdadeiras... contratar um jogador por 5 meses por 300mil euros, que não vai poder contar para a jogar pelo menos no 1º mês, com uma cláusula de opção razoavel, mas sem ter previamente chegado a acordo com o jogador para prolongar o contrato no caso da opção ser exercida, é, no mínimo, absurdo.