sábado, 17 de janeiro de 2015

AG de hoje: aproveite-se e discuta-se o Sporting!


Hoje realiza-se a AG do Sporting com a ordem de trabalhos bem definida e que já lá vamos.

Durante os últimos anos foram muitas as críticas a sucessivas direcções pela falta de informação, por não informarem os sócios do que se passava na vida do Sporting. Esta crítica existiu e sempre foi real.

A AG de hoje tem 2 pontos bem definidos na agenda, tal como já tinha falado aqui neste texto.

O primeiro ponto é de uma importância tão grande para o clube que me custa muito estar a 300km e não poder assistir e ver discutido um eterno assunto do nosso clube: as contas consolidadas do Sporting.

Para os que andarão menos atentos, é a primeira vez que a radiografia do clube vai tão longe e sem receios, vamos poder perceber com exactidão e abrangência como está o clube relativamente a finanças.

O segundo ponto é o da discórdia. Para uma minoria é um plebiscito, uma forma do "ditador Bruno de Carvalho" reforçar o poder legitimado pela vitória das eleições há dois anos. A mim não me chocaria que este ponto fosse trocado por um ponto de ordem onde se discutisse apenas e só o Sporting, livremente, sem ser necessário avaliar as medidas implementadas ou por implementar desta direcção. Mas não deixa de ser curioso que os que tanto criticam não aproveitem a oportunidade para demonstrar na "nossa casa" o seu desagrado pelo que a direcção tem feito.

Sinceramente é o melhor local para o fazer e não creio que haja alguma tentativa de abafar essas opiniões. No tempo de Godinho Lopes fui dos poucos que estive presente nas Sessões de Esclarecimento criadas pela sua direcção. Nunca fui seu apoiante, ajudei dentro do que era possível e sentia ser o melhor para o Sporting a que ele fosse colocado fora do clube, mas estas sessões eram importantes para perceber o que se passava e questionar a direcção sobre os erros e os equívocos que sucessivamente se acumulavam. Entre Sessões de Esclarecimento ou AGs, o modelo até poderia ser discutido, mas o importante é que haja oportunidade para ouvir ambas as partes: direcção e sócios!

Daí que não percebo tanta celeuma sobre o ponto 2 da ordem de trabalhos da AG.
Aproveite-se e discuta-se o Sporting!

Sem comentários: