domingo, 1 de fevereiro de 2015

Arouca 1-3 Sporting :: três batatas arrancadas sob chuva!


Estava com algum receio do jogo desta noite em Arouca.A principal razão? Ganhámos 3 pontos aos dois principais adversários no campeonato, este jogo antecede o derby em Alvalade que, nos pode recolocar a lutar por algo mais, havia a tentação de tudo e todos falarem desse jogo saltando a importante deslocação ao batatal de Arouca!

A vitória de hoje não oferece contestação. Começamos a perder, um hábito contra o Arouca, já tinha sido assim na época passada também sob chuva, em Alvalade e agora hoje novamente. Mas em todas as situações com maior ou menor dificuldade, a qualidade fez a diferença.

O jogo desta noite não merecia o árbitro Jorge Ferreira, demasiado mau. O lance do golo do Arouca nasce de uma grande penalidade discutível, a não ser que os defesas qualquer dia tenham de tirar os braços, há um lance de Jonathan sobre Kayembe que também suscita muitas dúvidas, o problema é que o jogador do Arouca tantas vezes se atirou para o chão durante o jogo que ali foi só mais uma, e depois a expulsão de Jonathan, aceita-se que a "patada" é merecedora de segundo amarelo, mas o banco do Arouca não podia ficar em branco. E Inácio ainda acabou por ser expulso. Pelo menos, na péssima exibição não fez o campo descair para nenhum lado, nivelou-o!

O Sporting entrou bem na partida, foram necessárias alguma mexidas de Marco Silva, Jefferson e Nani cumpriam castigo, e foi natural a entrada de Mané e Jonathan Silva. Certezas para já é que a dupla de centrais entende-se cada vez melhor. No próximo fim de semana o teste é intenso!

Montero foi o jogador mais atrevido no período inicial, e o golo do Arouca surge de uma situação fortuita, foi o colombiano a recolocar tudo igual passados apenas 6 minutos. O Sporting sabia que neste campo era necessário vestir o fato de macaco, não só pelas condições do terreno do jogo, mas porque do outro lado jogadores com David Simão, Pintassilgo ou Kayembe estavam dispostos a dar tudo, principalmente os que passaram nos nossos eternos adversários. Inclusive aplaudir o árbitro por ter "tocado" sem intenção num dos golos, que figurinha...

O intervalo foi bom conselheiro para Marco Silva. A equipa do Sporting entrou com outra disposição no jogo, embora, tenha precisado de uns bons 10 minutos para definitivamente pegar na partida e arrumar a questão da vitória. Primeiro por Carrillo, a finalizar em frente ao guarda redes e depois Tobias a marcar num lance de canto. Sim, é verdade, num lance de canto marcamos o terceiro golo.

As dúvidas quanto ao vencedor da noite estavam dissipadas, ainda entrou Tanaka que por pouco falhou o quarto golo, tal como André Martins displicente e infantil, e Capel também esteve no relvado, provavelmente a valorizar alguma coisa ou definitivamente ficará até ao final da época.

Três preciosos pontos, Bruno de Carvalho cumprimentou Marco Silva num dos golos, esta crise do Sporting  só conhece uma letra do alfabeto, o "V" de vitória e vão 6 seguidas para o campeonato,  e agora venha de lá esse derby que tanto nos apaixona!

2 comentários:

Aboim disse...

Se alguém tiver a curiosidade de ler o meu último comentário neste espaço notará que eu estava à espera de uma arbitragem facciosa! O mentor do blog já expressou e bem o que aconteceu e que mais não faz que confirmar aquilo que eu esperava ver pela RTPi! Por isso acho que não tenho que ir ao pormenor! Começo a pensar que seremos prejudicados no próximo jogo que pode ser um pouco fundamental! Espero ver esse jogo e comentar depois!

Bancada de Leão disse...

O árbitro é fraco. Ninguém merece aquilo!