sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Nova Liga, novo paradigma? Guerra pelos fundos!


Ontem foi apresentado novo patrocinador português. Não o foi mais cedo porque o turbilhão em que viva a Liga Portuguesa não interessa a ninguém, muito menos a quem coloca lá dinheiro.

O Sporting não esteve presente. O Presidente Bruno de Carvalho não marcou presença, e diríamos, natural e consequência de um processo eleitoral dúbio que colocou à frente deste organismo alguém que, sinceramente, pouco ou nenhuma esperança traz para o futuro do futebol nacional e acrescente-se tem problemas com o Sporting.

Ora, o Presidente da Liga, Luís Duque, manifestou-se contente porque finalmente há dinheiro. "É um alívio para os cofres da Liga", a ver se este não gasta tanto em renting automóvel. Miguel Almeida, CEO da NOS, diz "É um montante substancial" para um contrato de três ano e meio. 

Fico contente que financeiramente os problemas estejam resolvidos, até porque há muita gente que depende desse dinheiro e não tem outras vias financeiras.

Duque adiantou, e essa parte era a que mais interessava ouvir, não se trata de uma questão financeira apenas, "trata-se também de um novo conceito, de um novo paradigma na Liga", mas ficou-se por aqui. É pena, gostava muito de ouvir as ideias do Presidente da Liga para o futuro do futebol português, para perceber se vão ou não ao encontro do que pensa o Sporting.

É que a ver pela amostra, não sei se dentro do paradigma novo ou não, os responsáveis da Liga Portuguesa e Espanhola avançaram com uma queixa na Comissão Europeia contra a FIFA por esta ter decidido proibir a partilha do passe de futebolistas por terceiros.

Pelos vistos a questão dos fundos ainda vai dar muito que falar. Aproveite-se para realçar que na apresentação ontem da Liga, além de Porto e Benfica, Braga, Vitória SC e Boavista também marcaram presença!

Sem comentários: