domingo, 1 de março de 2015

No Sporting B as melhorias são uma realidade!


O Sporting B não tem tido uma época fácil. O início do campeonato foi arrasador, as alterações na equipa técnica muitas e por vezes sem se perceber as verdadeiras razões. A crítica foi sempre fácil e o culpado apenas e sempre Bruno de Carvalho.

A viragem do ano trouxe novas alterações, mas não foi fácil. Quando João de Deus foi anunciado como novo treinador da equipa B, em Outubro de 2014, eram poucos os que acreditavam ser possível que a equipa realmente pudesse mostrar o que valia.

Os resultados não ajudaram. Em novembro o Sporting B não vencia nenhum jogo para o campeonato da II Liga, em Dezembro pequenas melhorias, com a vitória sobre o Porto B, mas o início do ano logo trouxe 2 derrotas consecutivas: Marítimo B e Benfica B e um empate com o Braga B. Em 3 jogos com equipas da "nossa dimensão" nem uma vitória.

Mas a equipa estava em crescendo e isso notava-se. Muitas alterações principalmente ao nível defensivo, o Sporting B sofria muitos e estúpidos golos, e aos poucos constituía-se um 11 base com jogadores pilares para esta equipa.

O 25 de Janeiro marca o princípio de 8 jogos com apenas 1 derrota, diante do Aves, e 2 empates diante dos 2 líderes da II Liga, primeiro Chaves e depois Freamunde. Pelo meio vitórias sobre Portimonense, Beira Mar, Santa Clara, Olhanense e Farense.

Não faço ideia em que lugar vai terminar o Sporting B na II Liga e sinceramente não é isso que me preocupa. Agora quando hoje vi mais uma vez a equipa jogar olhei para o plantel e pensei que estes jogadores bem trabalhados, com a calma e a paciência necessária, numa política desportiva de preparação para os colocar na equipa principal tem de funcionar. Assim o tempo os ajude!

Gelson, Palhinha, Wallyson, Gauld, Dramé, Sacko e Rubio podem ter uma palavra a dizer em breve. É isso que se espera de João de Deus enquanto principal treinador da equipa B, isso e que os adeptos do Sporting percebam que não vale a pena criticar todos os dias na hora da derrota, com história da carochinha principalmente de quem lá queria estar e apenas tenta ser um jornaleiro de segunda categoria, e na altura em que se vê algum trabalho positivo nem uma única palavra. 

Há muito a fazer na Academia e eu, que apoiei a lista de Bruno de Carvalho, continuo a ter muitas dúvidas do papel de Virgílio da estrutura do futebol leonino, mas vejo que a Direcção não fez orelhas moucas e encetou alterações importantes na equipa B e nos emprestados. Já agora, Chaby e Enoh marcaram hoje pelos "seus" clubes!

O Sporting B é uma importante peça da engrenagem do actual Sporting numa política de rigor orçamental. É isso que todos temos de perceber!

2 comentários:

Leo Filo disse...

Mas não era a equipa B que BC queria acabar??!! Pois BC nunca tem culpa! A culpa é sempre dos outros... nem o Virgílio, esse pilar da "formação"... e algumas das contratações desta direção continuam a espalhar a sua "qualidade" na equipa B, depois não há dinheiro para as "estadias", nem para as renovações...

Aboim disse...

Da equipa B não me importo muito mesmo preferindo que ganhe todos os jogos! Já da equipa A (aquela que mais importa) vi-a hoje perder como era previsível no Dragão! Como eu tinha previsto os jogadores do Sporting estavam estourados e nem 65 (mais ou menos) horas tiveram de descanso e recuperação. Como medida de precaução a Liga nomeou o Capela para o Benfica-Estoril e o Soares Dias para o Porto-Sporting! E não tardou muito a Soares Dias para mostrar os motivos de aí estar! Estou-me a lembrar de um lance nos primeiros (8 ?) minutos de jogo onde Casemiro teria visto o vermelho quando agarrou o Adrien (?) de maneira ostensiva! O mesmo Casemiro fez um segunda falta (esta para amarelo) poucos minutos depois ainda o jogo estava empatado! Até que chegou aquele passe magistral do J. Martínez (que não deveria lá estar se tivesse sido justamente expulso num lance contra o Boavista-assim como Herrera)) para o Tello que fez o que era o mais fácil (mesmo se Montero tivesse falhado em condições quase iguais) Também é verdade que Soares Dias poderia ter dado um segundo amarelo a Cédric já quase no fim em forma de desculpa! O resto é sem história!