domingo, 24 de maio de 2015

Rio Ave 0-1 Sporting :: adeus à Liga com golo de Nani!


Ontem terminou o campeonato em Vila do Conde e fui-me despedir de uma época que fecha com um terceiro lugar, um tanto ou quanto previsível e que na altura do balanço final falarei dele.

O Sporting deslocou-se a casa do Rio Ave para cumprir calendário, mas como ainda disse há dias o Presidente Bruno de Carvalho, o profissionalismo é para continuar até que a época efectivamente termine. O Sporting, sem fazer um grande jogo e com algumas ausências tendo em vista a final da Taça de Portugal na próxima semana, venceu sem que os 3 pontos alguma vez tivessem em causa.

Mas o dia de ontem não tinha apenas o futebol, aliás, num espaço de 4 horas, o futebol era o único jogo que não "valia" alguma coisa. Futsal diante do Braga na meia final do campeonato nacional e título nacional de juniores, hóquei na meia final da Taça de Portugal e andebol no jogo decisivo para o título faziam as delícias de qualquer adepto leonino.

Tinha bilhete para estar presente no Dragão Caixa mas como era para a central Portista não fui. É impensável estar a apoiar o Sporting e não poder gritar convenientemente pelo nosso clube, especialmente no andebol onde tantos golos são marcados. Foi com pena que não estando a apoiar o andebol (como fiz no jogo 1), estive em Vila do Conde com um olho no relvado e outro no twitter onde as informações eram acompanhadas pelas várias centenas que marcaram presença no Estádio dos Arcos.


Como disse em cima, vencemos o jogo e o golo da vitória foi marcado por Nani que se despediu da Liga Portuguesa. Mas são pormenores que passaram-se fora do rectângulo de jogo que prefiro hoje aqui referir.

Estiveram perto de 4 mil adeptos em Vila do Conde. Do Sporting, na bancada habitual estariam umas largas centenas colocados num espaço minúsculo da bancada, numa ponta, sem que fizesse sentido algum. O campeonato terminava ontem, qual era o problema se a direcção do Rio Ave tivesse dado ordens para que os adeptos do Sporting, que pagaram bilhete, tivessem ocupado a bancada central em vez de estarem num canto com visibilidade reduzida. Fica a nota da pouca sensibilidade da direcção do Rio Ave. Mas lá está, só quando há bastonada e em adeptos que não das claques, é que o mundo não futebolístico percebe que, muitas vezes, somos todos, sem diferenciação, tratados como animais.

Quando o jogo terminou os jogadores habitualmente vieram até perto dos adeptos do Sporting. Não faz sentido que nós, os adeptos fiéis, uns mais que outros, tenham de gritar para os jogadores "agradeçam aqui". É surreal que aqueles profissionais não tenham o discernimento suficiente para perceber que há muitos adeptos fazem sacrifícios enormes, tempo e dinheiro, para estarem ali a apoiar durante 90 minutos, faça chuva ou sol!

Curiosamente, Marco Silva veio agradecer à bancada leonina como ainda não tinha visto noutros jogos. Podia aquele agradecimento estar relacionado com o facto de ser o último jogo da Liga ou talvez não. Soou  a despedida!

Cá fora não sou de ficar à espera dos jogadores, mas como estive a acompanhar o andebol era inevitável ficar ali junto dos Sportinguistas a partilhar notícias e sofrimento. Já com o golo no último segundo no Dragão Caixa tinha sido uma festa ainda nas bancadas, ali, enquanto alguns esperavam para tirar uma fotografia ou tentar um autógrafo com os jogadores da sua preferência, sofria-se muito com o que ia acontecendo no andebol. Uma certeza porém ficou com o desfecho negativo no andebol, aqueles leões que forçaram o hexa, agora heptacampeão, a dois prolongamentos no jogo 5 e último da final, foram dignos de tudo aquilo que o Sporting representa para todos nós: esforço, dedicação, devoção e glória, mesmo não tendo sido atingida!


Nani, Tanaka, Montero, foram muitos os jogadores a estar perto dos adeptos leoninos, mas em especial, Miguel Lopes que foi solicitado por muita gente e sempre de sorriso na cara e com palavras para todos eles. Foi à leão!

Regresso a casa com a vitória no futebol, sem título no andebol, mas com hóquei e futsal a trazer novas alegrias. Sabe bem ser do Sporting!

Sem comentários: