terça-feira, 16 de junho de 2015

Treinador do ano...sem caso!


Não há caso possível que se possa fazer sobre a escolha do treinador do ano na II Gala Honoris Sporting que terá lugar no Coliseu dos Recreios no dia 1 de Julho.

Lógica Regulamentar
O artigo 15º do regulamento dos prémios Honoris Sporting é claro,  "Não serão nomeados e/ou atribuídos "Prémios Honoris Sporting" a entidades ou individualidades que se encontrem em processo litigioso com o Sporting Clube de Portugal ou que representem entidades nessas condições, ou ainda que estejam à data a representar clubes rivais."

Marco Silva não pode estar nomeado. Simples, não é? É, claro. Não venham fazer comparações com a retirada de Jorge Jesus de uma marca numa loja do outro lado da circular.

Lógica Desportiva
Não houvesse o artigo 15 no regulamento, não tivesse Marco Silva em litígio com o Sporting e, provavelmente, seria o vencedor. Mas para isso é que existem regulamentos (e regras), logo, as escolhas terão de ser entre quem está com o Sporting.

Pessoalmente a minha escolha estaria entre João de Deus, que tanto sofreu para conseguir uma excelente classificação na II Liga e Pedro Venâncio, que tanto foi massacrado (tal como outros treinadores e jogadores da Academia) até à vitória final. Ambos, foram armas de arremesso usadas contra a actual direcção.

3 comentários:

Bradpiteu disse...

O Marco Silva não está em litígio com o Sporting, mas sim o Sporting é que esta em litígio com o Marco.

Mauro Silva disse...

Estão em litígio mutuamente, caro Bradpiteu. Deixe lá essa teoria da vitimização, que nem o Marco assim se considera...

Além do mais, o caro Bradpiteu deveria saber ler melhor: entidades ou individualidades que se encontrem em processo litigioso com o Sporting Clube de Portugal.

A menos que me 1queira vender a fábula em que MS e SCP estão, afinal, em processo amistoso, e que vão decidir a contenda numa esplanada entre umas imperiais e uns pires de moelas...

Bancada de Leão disse...

Significado de litígio: discordâncias entre as partes!

SL