sábado, 29 de agosto de 2015

Quando deixamos a pré-história?

foto: Stu Forster


Quando apitou para o final do CSKA - Sporting que ditou a nossa eliminação, percebi, muito rapidamente, que a derrota iria ser transformada num problema de arbitragem. Tenho recusado, este ano principalmente, entrar por esse caminho. Reconheço, obviamente, que fomos claramente prejudicados nesses dois jogos, mas, escolho e espero sempre que a discussão não seja apenas feita por um caso particular, mas num âmbito mais alargado. Só assim vamos chegar às tão desejadas soluções.

Hoje, o Presidente Bruno de Carvalho escreve um artigo de opinião muito bom que não se centra no prejuízo directo que o Sporting teve relativamente a decisões dos árbitros, que óbvio, mas no que verdadeiramente interessa discutir: a evolução do futebol.

Os exemplos dados no texto, que podem ler aqui, são óptimos e reflectem como diferentes modalidades, que geram milhões e milhões de euros por ano, se adaptaram às novas tecnologias. Não é novidade para ninguém. É pena, e é este o caminho que tenho falado e que prefiro que seja trilhado, o problema não é do Sporting contra a arbitragem, é sim uma contribuição para que o espectáculo seja, como nós adeptos (pagantes) queremos, um jogo em que o que decide a vitória é o golo, a finta, o desarme, o "frango"...e por aí fora.

Não sei o que dirão outras entidades em Portugal, estou farto da demagogia de achar que o Sporting faz isto porque foi prejudicado. Errado. Este Presidente tem lutado bastante, com propostas sérias, desde que chegou ao Sporting, por uma melhoria significativa de uma classe, os árbitros. que, quero continuar a acreditar, têm bons profissionais. Podia ser Luís Filipe Vieira ou João Gabriel a escrever este texto, que iria aplaudir a iniciativa. E dou este exemplo porque em tempos, Luís Filipe Vieira manifestou-se e muito contra a corrupção do futebol claramente ligada à arbitragem. Agora, esquecida, talvez, por conveniência. (para os mais incautos, não levem esta última frase para justificar que eu possa achar que o Benfica foi campeão por "colinhos").

Entendam sim que esta mudança deveria ser perpetrada por todos!

Acabou há momentos o Newcastle - Arsenal com vitória para os londrinos por 1-0. O Newcastle aos 16' ficou reduzido a 10 por vermelho directo a Mitrovic. No início da segunda parte, dizia o comentador americano na NBCSN, onde estava a ver o jogo, "A comissão de arbitragem inglesa já disse, agora no intervalo, que o vermelho foi muito bem mostrado". O comentador não concordou e deu a sua opinião, mas o importante aqui é que os responsáveis pelos árbitros da Liga Inglesa, atentos ao que se passa no jogo, logo vieram comentar um lance que seria polémico. Que diferença!

Não se vive na escuridão como cá em Portugal, onde os árbitros parecem proibidos de falar, têm medo de sair das "grutas" onde passam os dias até viajar para o estádio onde vão apitar. Quando é que deixamos a pré-história?

4 comentários:

JoaoCunha 722 disse...

Muito bem escrito, adorei cads palavra...

Boraaa Sportinggg ,contra tudo e todos, venceremosss <3

Bancada de Leão disse...

Obrigado João.

Aboim Serodio disse...

Eu sou pelo video-arbitro como sou a favor do sorteio aleatorio dos arbitros. No caso do sorteio aleatorio dos arbitros a argumentação é demasiado facil para que eu a desenvolva. No caso do video-arbitro nunca vi escrito nada sobre a influência que tal poderia vir a ter sobre o comportamento dos arbitros! Estou convencido que qualquer arbitro, como humano que tem que ser, estaria mais convencido do medo de errar o que os obrigaria a serem menos influeciaveis! Por alguma razão a UEFA e a FIFA têm posto um travão a essas medidas!

Aboim Serodio disse...

O meu comentario (ja era hoje às 00:34) vê neste jogo que acabou ha minutos toda a razão de ser! Estou certo que a nomeação deste arbitro (Bruno Esteves) pode ser tudo excepto um aleatorio dum sorteio! Foi por certo bem premeditado! E que teria feito Bruno Esteves se houvesse video arbitro? Tenho a certeza que não teria marcado o penalty contra o Sporting! Tenho a certeza que teria marcado o penalty sobre Slimani! E, se ele tivesse agido com honestidade, nunca o Jorge Jesus teria dito o que quer que seja! Continuemos a bater-nos nessa luta ingloria! As imagens destes lances têm que chegar a mais altas instancias! Estou certo que certos pasquins dirão que tudo se pazssou sem influência no resultado. Uma fava! O JJ vai por certo levar pelo menos um jogo e então isso não pode ter influência no resultado de um outro jogo? Ou seja, não poderão estes erros ter influência no normal desenrolar dum campeonato?