sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Breves apontamentos sobre a entrevista de Marco Silva


A escolha de Marco Silva para o Sporting agradou-me. O Sporting podia, e devia, ter resolvido a questão da sua saída de outra forma, mas, nunca saberemos toda a história do que se passou entre ele e o Presidente do Sporting. Cada um, conforme as suas vontades, identificar-se-á com o que lhe convém. 

A entrevista de Marco Silva ao Record, depois de Jorge Jesus o ter feito, revela um treinador que tem a comunicação social do seu lado. Uma imagem angelical, um menino bem comportado e que sem dizer, lá vai passando a imagem de que os outros é que fizeram tudo errado. Ainda assim, volto a repetir, não sabemos o que se passou na totalidade. 

Ficam algumas notas do que disse em relação ao Sporting nesta primeira grande entrevista.

Começa por dizer que "estava longe de poder imaginar que viesse a ser daquela forma", a sua saída. Bem, não sei em que mundo vive o Marco, mas era quase inevitável. Não digo em Dezembro, mas a partir de certa altura...Ele conhece bem o Presidente do Sporting, sabe perfeitamente que, com o excelente trabalho que tem feito no clube, o seu ego é também enorme, logo, não havia outro caminho. A ruptura ia ser sempre pelo lado mais complicado. E foi!

Marco Silva mostra um respeito enorme pelo clube e pelos adeptos, foi assim que conquistou a massa associativa. Bem, no trabalho desportivo, mas como já tem sido dito ao longo dos vários meses, a história tem duas versões.

Depois há um contradição, na minha opinião em relação ao "momento". Diz que não conseguiu identificar em que momento não iria continuar, lá está o ar angelical dele, mas não ficou surpreendido pela entrada de Jorge Jesus porque havia sinais fáceis de entender, momentos. Aqui já percebeu tudo e dá uma ligeira "bicada", como se tudo fosse feito nas suas costas, deixa no ar.

Fala do nível de investimento do Sporting e diz que é semelhante ao Porto e Benfica, o que não é verdade. Mas como ele confirma que não tem acompanhado muito o futebol Português, e com a mudança para a Grécia e a confusão euro/dracma, não deve estar a ver bem os números. Aceitável!

Fala de Paulo Oliveira como se fosse ele o grande responsável pelo sucesso do jogador, no entanto, lembremo-nos que em Guimarães já era um senhor defesa central e que no Sporting só foi titular porque Sarr falhou tanto que era impossível não o tirar da equipa.

E termina, no que respeita ao que nos interessa na entrevista, a falar sobre a forma como se relaciona com o Presidente do Olympiakos, confiança, diz ele, e com boa comunicação entre Presidente e treinador. A comunicação, como bem sabemos, de Marco Silva, tinha vários níveis, por exemplo no jogo no Estoril, era uma forma, e é pena que nunca se saiba como ele passava para a comunicação social e afins o que lhe interessava, por isso é que os jornalistas tanto gostam dele. Aliás, basta ver o elogio do Bruno Ribeiro, director adjunto do Record, nesse mesmo dia da entrevista no seu jornal. Até me comoveu!

Por fim terminar com duas notas. Tenho dito e para já continuo a afirmar que Bruno de Carvalho tem nota positiva no seu mandato e tem sabido resolver muito bem grande parte dos problemas do Sporting. Com erros e as críticas também lhe vão sendo feitas, mas para já a confiança no seu trabalho mantém-se. Com o que se sabe da história entre Marco Silva e o Sporting, apesar de tudo, e eu até gostaria que ele tivesse continuado em Alvalade antes de saber da oportunidade de Jorge Jesus, desejo-lhe a maior sorte do mundo na sua vida profissional menos, obviamente, contra o Sporting!

Fim de história. E aqui não há duas versões!

2 comentários:

Petinga disse...

Um bom post.
Mas nao me parece que se possa retirar a MS o mérito de ter identificado Paulo Oliveira e lhe ter dado oportunidade de crescer e afirmar-se como esteio defensivo do Sporting. Isso seria injusto.

No restante, concordo. É pena que em outros espacos se insista em transformar o Sporting no "clube das viúvas do Marco Silva"...

francisco disse...

"A entrevista de Marco Silva ao Record, depois de Jorge Jesus o ter feito, revela um treinador que tem a comunicação social do seu lado."

Bancada de Leão já parou para pensar porque motivo o Marco Silva tem a comunicação social do seu lado, e por seu turno, agora JJ já não tem?

é facílimo,

um ousou entrar em guerrinhas com Bruno de Carvalho(ponto fundamental para ter apoio de quase toda a corja que representa o nosso futebol), o outro é a "alma gemea" de Bruno de Carvalho( o que é uma chatice, porque agora todos os que "amavam" o JJ, têm de virar o bico ao prego e criticar tudo o que seja relacionado com JJ, quando à 3 meses atrás diziam tudo ao contrario, mas a falta de coerência importa?? claro que não, o que interessa é que o Sporting não ganhe.

o alvo a abater é o Bruno de Carvalho, por todas as razões e mais algumas,mas principalmente porque veio abrir a boca, enfrentar, não se deixar comer por esta corja toda do futebol, porque isto estava tudo tão bem, ao ponto dos próprios Presidentes do Sporting serem coniventes com muitas coisas pelas quais só existem para nos prejudicar.

ora ganhava fcp, ora slb, os dois garantidos sempre nas champions, os dois com os dinheiros das transmissões, e agora nós, pela voz de Bruno de Carvalho íamos estragar isto tudo que até deve ter dado algum trabalho a montar?? nem pensem nisso, por isso toca a abater Bruno de Carvalho e toda e qualquer alma que ouse estar do seu lado.

SL