domingo, 1 de novembro de 2015

Só fazem falta os que lá estão e jogam!


A vitória de ontem à noite do Sporting em Alvalade diante do Estoril tem uma particularidade interessante e que, embora sem poder confirmar porque não li tudo o que por aí anda, não vi ainda ser dito.

Voltando um pouco atrás, ali por meados de Setembro, quando Carrillo jogou pela última vez pelo Sporting para o campeonato. Foram 4 jogos, 3 vitórias e 1 empate. Nessa altura e nos dias seguintes, muito se falou sobre a capacidade do Sporting continuar a fazer um campeonato mantendo a eficácia até então, nos 83,3%. Num total de 12 pontos tínhamos conseguido 10, o tal empate caseiro contra o Paços.

O Sporting estava a desperdiçar o mais completo jogador da equipa e isso poderia reflectir-se num problema grande nos jogos seguintes.

Depois seguiram-se Nacional (c), Boavista (f), Vitória SC (c), Benfica (f) e Estoril (c). O Sporting fazia 13 pontos em 15 possíveis, com uma deslocação a um rival, o que significava que a eficácia passava para 86,7%, desta vez sem Carrillo.

Fica apenas a nota não porque queira reavivar o episódio Carrillo, todos sabem o que penso da qualidade dele, mas para que não se atirem logo as pedras quando uma decisão como a que foi tomada, no sentido de defender o Sporting, tenha tido impacto quando para uns deu jeito e agora pouco se fala.

Todos os bons jogadores fazem falta, mas neste momento no Sporting, só fazem falta os que lá estão e jogam!

Sem comentários: