quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Uns leaks interessam, outros...nem por isso!


O Football Leaks, que como em tempos já referi, mantém uma guerra, aparentemente, contra a Doyen. Aquilo que começou por ser um repositório de documentos, em grande parte, de assuntos relacionados com o Sporting, rapidamente passou a albergar megabytes de informação de relações entre o fundo e os clubes.

A primeira vítima foi o FC Twente. Depois de se conhecerem certos documentos de negócios entre o Twente e a Doyen, ficou-se a saber da violação das regras instituídas pela FIFA. O processo avançou rapidamente, o presidente do clube holandês demitiu-se e ontem a decisão de banir o Twente por 3 anos das competições europeias foi conhecida.

Além de uma multa, baixa, 45 mil euros, o Twente terá ainda de explicar à FIFA alguns detalhes mais sob pena de ficar sem a licença que lhe permite continuar a disputar as competições profissionais.

Não sei, nesta altura, se isto é bom ou mau para o Sporting. Não é comparável, pelo menos de uma forma directa, porque neste caso houve uma violação directa de uma regra, mas fica pelo menos a imagem que a Doyen não vê meios para atingir certos fins e desta vez quem sofreu com isso foi o Twente e, obviamente, os seus adeptos!

Se este tipo de leaks tem interesse, já os que saem da boca do José Eduardo, da Casa do Marquês, são pouco ou nada relevantes.

Dizia, o ex-conselheiro do Sporting num programa de televisão, "Quero lhe garantir que o Sporting Clube de Portugal teve propostas para ter patrocinador nas camisolas, só que essas propostas não foram de acordo com a valorização que os dirigentes do Sporting pretendiam".

Já não há pachorra para este tipo de declarações. É óbvio que ele pode ter a opinião que quiser e emiti-la nos programas que é convidado, e pode até ser uma resposta ao Diamantino que estava nesse programa, mas a forma como a mensagem é veiculada, tal como já tinha acontecido no tempo de Marco Silva, dá a sensação de ser um trabalho para a direcção. Não sei se directamente, mas que, sinceramente, não vejo necessidade, nem utilidade para tal. 

As explicações sobre marca e patrocinador do Sporting devem ser feitas por Bruno de Carvalho, presidente e, eventualmente, Carlos Vieria, vice-presidente para a área financeira. Quero lá saber o que diz o Zé ao Diamantino, ainda por cima quando este último dizia que o Sporting nem estava a fazer uma grande época. A lata!

Claro que pode-se sempre argumentar, "mas o Zé deu a sua opinião". Deu, é verdade, mas a escolha das palavras leva a crer que estamos perante uma mensagem para apaziguar e o Sporting, este Sporting, não precisa disto!

Leaks há muitos, uns interessam, outros...nem por isso.

1 comentário:

António Gomes disse...

O próprio presidente e outros membros da direcção já afirmaram que o Sporting não tem o patrocínio na camisola não é por falta de propostas, mas sim porque estas não correspondem aquilo que o Sporting pretende. Isso já foi dito por várias vezes.

Aliás no Porto também se diz o mesmo.

Eu acredito que se se proteger a marca e não se vender ao desbarato (Coisas que as antigas direcções faziam e estamos a sofrer por isso), poderemos mais tarde ou mais cedo recolher os proventos, Mas há gente que acha que não e mais vale um prato de tremoços que defendermos aquilo que acreditamos...

Por isso omundo está no estado em que está...