sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Carrillo é um jogador livre. É simples!


Eu adoro o futebol de Carrillo. Não posso desmentir algo que está escrito aqui neste blogue e que não tenho problema absolutamente nenhum em confirmar. Não acho, e até me faz alguma confusão, que utilizem o argumento que Carrillo só no último ano jogou bem no Sporting. Faz-me, de certa forma, recordar a velha história de Pedro Barbosa que só quando estava no último ano de contrato é que jogava bem. Parece um mito urbano, e é mentira!

Carrillo foi fundamental na época passada, provavelmente o melhor elemento do Sporting, a par de Patrício (e a espaços de Nani), já vinha de uma boa época e teria muito a ganhar com Jorge Jesus. Ninguém duvidava disso.

Carrillo, seja por obsessão pessoal, por influência do agente ou por outra que não saibamos, não se mostrou interessado na renovação. Sabemos hoje, por via dos documentos que o Football Leaks colocou cá fora, que a proposta que o Sporting fez, principalmente a mais recente, era um upgrade muito aceitável em relação às condições que tinha no Sporting.

Carrillo mesmo assim, e está no seu direito, não quis aceitar.

O Sporting adoptou uma postura diferente da que estávamos habituados a ver no clube. À não renovação do contrato, decidiu colocá-lo fora da equipa principal. Será sempre um tema polémico, mesmo no universo Leonino. Como já o disse no passado, concordei com esta posição. 

O Sporting não se ressentiu disso, mas não me custa admitir que seria muito interessante contar com um jogador da sua qualidade. Façamos o favor de apoiar quem cá está!

A partir do momento que chegamos a Janeiro, um novo e previsível cenário acontece. Carrillo é livre de assinar por quem bem entender, sabendo que só irá jogar nesse clube a partir da próxima época.

Não sei se o Sporting tentou ou não entrar nestas última negociações para o colocar num clube que permitisse ao peruano jogar já a partir de Fevereiro. Não sei, nem me interessa. Carrillo é uma carta fora do baralho e assumida.

As últimas notícias dão conta do interesse do Benfica, já confirmado pelo clube, e não me interessa o que diz por aí o Bernie Lomax azul e branco.

Carrillo é um jogador livre de assinar por quem quiser, tal como Jorge Jesus (ou Maxi) fez quando assinou pelo Sporting. É tão simples!

Ainda bem que hoje já é sexta e amanhã há bola. Estou farto de folclore!

Sem comentários: