quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Falou, Fernando Oliveira, às tantas, a pedido de alguém!



"Com o Sporting, as negociações estavam a nível da direção; com o FC Porto, a nível de empresário. Fomos surpreendidos porque a proposta do Sporting era muito superior à do FC Porto. Estávamos muito mais inclinados para o Sporting porque as condições eram muito mais favoráveis, inclusive relativamente à cedência de jogadores. Fomos surpreendidos com a atitude do Suk que nos diz, perentoriamente, que só jogaria no FC Porto e não queria ouvir outra proposta."

Foram estas as declarações de Fernando Oliveira, Presidente do Vitória FC, relativamente à transferência de Suk para o Porto.

Até poderíamos aceitar o argumento da vontade do jogador, mas, sinceramente, sabendo que a posição do Presidente ainda conta muito, é no mínimo de estranhar. Principalmente porque o Vitória de FC não vive dias felizes nas suas finanças. 

Não vou dizer que é um clube falido, até porque isso não me interessa, mas passa (ou passou) por um PER, que é um processo especial de vitalização alternativo à insolvência. Ainda recentemente o Estado Português reclamou 25 milhões de euros de acordo com as listas provisórias de credores divulgadas pelo administrador judicial dos processos especiais de revitalização (PER) do clube sadino e da respetiva SAD e mais recentemente, até o autocarro do clube partiu o cárter numa manobra mal efectuada na deslocação ao Bessa para a Taça da Liga.

Que o Suk queira ir para o Porto, nada contra. Cada um escolhe o que lhe parece o melhor para seu futuro profissional, agora, que o clube, que é parte importante nesta história, até porque o Presidente do Vitória fartou-se de evidenciar isso dias antes da transferência, não faça mais pela vida sendo que não vive dias de grande alegria financeira, já isso não se percebe.

Ou então, deixemos de ser ingénuos e percebamos que Vitória FC e Porto têm tido uma longa história de amor e no meio disto tudo, com agentes à mistura, faz um casamento por conveniência.

Às tantas até dá para explicar as 15 vitórias consecutivas do Porto em Setúbal para a Liga Portuguesa e que é preciso recuar até 6 de Março de 1983 para encontrar uma vitória do Vitória em casa frente ao Porto!

Falou, Fernando Oliveira, às tantas, a pedido de alguém.

2 comentários:

Hugo disse...

Mais uma conspiracao contra o sporting e o bruno

Sérgio disse...

Curioso ontem PdC falou sobre Suk:

"... acabamos por falar e obtive a palavra do Fernando Oliveira dentro das condições que ele propunha e nós aceitamos".

E assim se apanha um grande mentiroso Sr. Fernando Oliveira!

Reforço o "dentro das condições que ele propunha e nós aceitamos".

Se o FCP pagou menos que o SCP propunha foi porque o presidente do Setubal assim propos.

SL,