sábado, 13 de fevereiro de 2016

Nacional 0-4 Sporting :: de novo líderes isolados!

foto: Rui Silva

Regresso do Sporting às vitórias, com naturalidade, numa exibição segura e sem sobressaltos. 

Recuemos até sexta feira. Qualquer Sportinguista viu o clássico da Luz com interesse relativo ao que nos poderia ser mais favorável: o empate, resultado que preferia, ou a vitória do Porto. Aconteceu a segunda hipótese. O Sporting poderia na Madeira regressar à liderança isolada.

Fora de Alvalade, o Sporting, tirando o absurdo jogo na Madeira e no mesmo estádio que hoje vencemos com tranquilidade, tem conseguido exibições de grande qualidade. No início da época alguns jogos foram sofridos, mas na globalidade tem ficado a sensação que não sentimos tantas dificuldades para ultrapassar os nossos adversários como acontece em Alvalade, principalmente com os ditos pequenos. Lembro resultados conseguidos fora como o 3-0 (Luz), 6-0 (Setúbal) e agora um 4-0 (Madeira).

Mas vamos aos destaques do jogo: João Mário, Slimani, Ruiz e Coates e relembrar que foi um passeio para Rui Patrício que apenas defendeu um remate do Nacional aos 89'. Aliás, o primeiro e único.

João Mário foi, provavelmente, o homem do jogo. Esteve muito bem nas movimentações ofensivas da equipa, as assistências, o golo marcado, vejam novamente o lance onde ele está a reclamar com algo e vira-se para colocar a bola no fundo da baliza de Gottardi que vinha da barra após remate de Slimani. 

Slimani faz o seu terceiro bis consecutivo fora de Alvalade. Está na melhor época de sempre no clube, a sua evolução técnica cresce à medida que sobem os impostos em Portugal. Vai ser complicado segurá-lo no final da época, tiremos proveito deste momento de forma até final de Maio e depois logo se vê. A raça e a determinação são os nomes do meio de Islam Slimani.

Ruiz...não há muito a acrescentar ao que vai fazendo no nosso campeonato. Sorte de uma Liga que tem este jogador a passear classe pelos estádio fora. Demorou a entrar no jogo, mas depois, a qualidade dos seus passes e dribles é tão elevada quanto o número de fotocópias que Paulo Portas tirou quando deixou o governo.

Por fim, uma palavra para Coates. No Sporting, e provavelmente nos rivais é idêntico, um jogador novo quando chega, e não é muito conhecido, que são quase todos devido às nossas limitações financeiras, é um alvo. Fala-se muito, o primeiro impacto em campo pode ditar logo uma avaliação quase final das suas capacidades e que demora a ser ultrapassada. O central uruguaio impôs-se bem, claro que Jorge Jesus já vai com nove duplas de centrais devido a lesões, mas parece-me que estará para ficar no 11 titular. Seguro, no jogo aéreo como seria de esperar, mas também na forma como entrega em bola. Muito bons sinais que voltamos hoje a ver na Madeira.

Termino com um abraço muito forte a Octávio Machado, que ficará na Madeira depois de ter dado entrada no hospital antes do jogo. Ao início parecia que suspeitava-se de um AVC, mas ao que dizem alguns jornais terá sido a tensão alta que o levou ao médico. As melhoras!

3 comentários:

Calheiros disse...

principalmente com os ditos pequenos. Lembro resultados conseguidos fora como o 3-0 (Luz

eh eh

Bruno Ope disse...

Esta semana nem houve casos graves, mas quem quiser, seja bem vindo à discussão

http://3grandesnaliga.blogspot.ae/

Bancada de Leão disse...

Calheiros,

Não foi intencional. :)