terça-feira, 1 de março de 2016

Fellatios jornalísticos!


O Sporting, como Benfica e Porto, terá (e tem) relações privilegiadas com alguns jornalistas. Não acredito, porém, que escrevam o que o clube possa querer. Por vezes, umas entrevistas, uns exclusivos, mas não temos, nem me parece ser possível no tempo de Bruno de Carvalho, um jornal a fazer autênticos fellatios para desvirtuar a opinião pública. Principalmente dos mais incautos!

Desculpem-me o termo acima usado, mas ainda estou a pensar nas oportunidades flagrantes falhadas no jogo em Guimarães.

Vamos a três exemplos recentes.

Rui Barreiro tem sido uma voz crítica de Bruno de Carvalho. Nada contra o facto de o ser, a democracia de opiniões é bem vinda. O problema é que este adepto do Sporting, conselheiro (ou ex-conselheiro) Leonino não costuma ser sério nas suas afirmações.

O que decide o jornal O Jogo fazer? Colocá-lo a escrever sobre o Sporting com o título "Pensar Sporting". É lindo!

Pelo Porto está Paulo Baldaia, pelo Benfica Lucas Pires, e até percebo que o jornal usasse alguém com isenção na escrita, fora do meandros, mas não, para escrever sobre o Sporting, foi mesmo escolhido Rui Barreiro? É de rir.

Na sua crónica de domingo com o título "Quo Vadis, Sportig?", qualquer Sportinguista de bom senso responderia "em primeiro isolado".

Mas vamos admitir que Rui Barreiro até escreve uma crónica isenta, já não digo a puxar pelo clube, numa tentativa de elevar a pluralidade de opiniões. Tem objectividade, procura o melhor para o Sporting, não tem interesses pessoais que pouco nos interessam.

Alguém acredita que um escriba que começa por dar os parabéns ao Braga pela Liga Europa, não são os parabéns em si, mas a necessidade de falar nisso, "a brilhante vitória obtida pelo Sporting do Marco Silva", o assunto preferido dos anti, "aí temos o Sporting a lutar pelo único título a que poderá almejar", como se fosse coisa pouca, apenas e só aquilo que todos os adeptos desejam e, já agora, por acaso até vencemos este ano a Supertaça, está de boa fé?

Obviamente que não!



Entretanto vamos até à Travessa Queimada onde mora um dos maiores lambe-botas, novamente as minhas desculpas pela expressão, da direcção do rival do outro lado da rua e um anti Bruno de Carvalho primário.

Escreve assim Fernando Guerra num texto que tenta mostrar que Luís Filipe Veiria é um grande presidente e o do Sporting uma ovelha negra. Isto apesar de começar esse mesmo texto sobre as diferenças, precisamente a tentar dizer o que não é nada disto.

Então vamos às frases, "Bruno de Carvalho só teve de sentar-se à mesa e servir-se do que algumas ovelhas tresmalhadas do rebanho lhe deixaram. O resto já estava feito", "Bruno de Carvalho é um presidente de banco, cercado por inimigos que só ele consegue ver para mais facilmente dar gás aos conflitos que gera", "Tem-se limitado a adaptar manigâncias do passado...", "Bruno de Carvalho enveredou pela promessa fácil" e por fim, a melhor, "Se o Sporting for campeão, como provavelmente será...não é o presidente, e com o feitio que se lhe conhece, se os foguetes estrelejarem, Jesus não costuma facilitar nos aplausos. O pai do título será ele e mais ninguém..."

Absolutamente nojento!



Voltando ao O Jogo.

Hoje o mundo do futebol nacional acordou com o relatório e contas semestral do Sporting. O horror, o Sporting apresenta um prejuízo de 18 milhões porque, já esperado, pois foi constituída a provisão para a possível decisão negativa do caso Doyen. Entretanto hoje assistimos a mais especialistas de ReC que o normal.

A notícia é assim passada no jornal e nos meios on-line, "Resultado negativo SEM incluir Doyen".

Ora, aceder ao google, pesquisar CMVM, escolher a entidade Sporting Clube de Portugal, SAD, escolher Prestação de Contas e visualizar o Relatório e Contas 1ª Semestre de 2015/16.

Na página 3, diz o referido relatório que o O Jogo e todos nós tivemos acesso,  "O Resultado Líquido surge maioritariamente influenciado pelo efeito não recorrente que decorre do processo Doyen no valor de 14.243 milhares de euros; sem esse efeito o Resultado Líquido rondaria os 3.909 milhares de euros negativos euros".

Depois a notícia dá uma ligeira explicação, obviamente o Sporting constituiu uma provisão para o caso Doyen, ainda não há decisão final, e essa provisão afecta os resultados líquidos da SAD.

Mas como o título por vezes é mais importante que o corpo do texto, percebe-se onde o jornal azul pretende chegar.

São 3 belos exemplos que faziam corar o Octávio Ribeiro. Ou então não!

2 comentários:

Elbacaladito doPutugal disse...

Portugal é um grande cagavam sobre um pau e um povo com palhacos xenophobos, racistas e muito mais!!!

Pa mais imformaciones visitem:

http://portugaleumamerda.blogspot.ca/
http://portugalisaracistcountry.blogspot.ca/

Luis Gregorio disse...

Se tivesses vivido em Angola, Holanda, Inglaterra, Alemanha como eu jamais dizias que Portugal é uma porcaria!
Em Angola quero ver-te se fores branco, ora cospem-te e ameaçam, ora vêm tentar lamber o rabo por uns trocos porque parece que lá "branco" é sinónimo de alvo para roubar, pisar, violentar!!
Vai para Inglaterra onde tens subsidios mas depois metem-te um rótulo de "chulo"
E cá em Portugal vai lá perguntar a ciganos, angolanos, moçambicanos quanto lhes paga o Estado e que regalias têm cá quando comparados com o seu país e cultura!
Xenofobia?!! Ainda não viste nada...precisas mesmo é de dizer isso e dar a cara em paises como a Alemanha e Holanda...se disseres isso um bar, lá dentro todos concordam mas depois cá fora tens amigos à tua espera...não sabes o que dizes e és tu o maior discriminador e xenófobo!