terça-feira, 19 de abril de 2016

A obsessão do Sporting pelo título nacional!


Enquanto Sportinguista, adepto doente por este clube, são estes dias de indecisão, de jogo a jogo, de deslocações aos diferentes campos a norte (porque a Lisboa não dá para ir sempre), que quero época após época. O suor frio da noite anterior a um importante desafio, o convívio com os amigos num ambiente triunfante e confiante, nas noites de alegrias e outras vezes tristezas.

Ouvi, com muita curiosidade, Pinto da Costa dizer que não quer para o seu clube esta obsessão do Sporting pelo título. Que não concordava com muita coisa que o Presidente do Porto diz e faz (e fez) já eu tinha a certeza, e esta é mais uma.

Eu quero o Sporting obsessivamente à procura do título ano após ano. Aliás, só assim podemos entender um clube que é um histórico em Portugal e que luta todas as épocas pelo campeonato nacional.

A obsessão do Sporting, incutida por esta direcção de Bruno de Carvalho, é o caminho natural de um clube que, durante anos tem andado praticamente afastado de todas as grandes decisões, ambiciona conquistar sempre mais e conseguir atingir o sucesso.

Esta obsessão estava desaparecida. Esta obsessão era inexistente, porque todos tinham pena do Sporting, mas na realidade queriam que o clube continuasse por este caminho. O triste caminho!

Já nem vou entrar pelo argumento errado que Pinto da Costa apresentou quando disse, "O Sporting assumiu essa obsessão e ficou de fora da Europa e das taças". Curiosamente saímos das competições europeias na mesma altura que o Porto e quanto às Taças, veremos se o Porto ganha alguma. Nós até já conquistámos um troféu este ano.

A obsessão do Sporting, que, obviamente, dirigida por Bruno de Carvalho é o título de campeão nacional. Já por diversas vezes falámos da figura do póker quando dizemos e é assumido que foi colocado um "all in" na discussão do título 15/16.

Foi e ainda bem que assim aconteceu. O Sporting indicou claramente, com a época que iniciou em Agosto, e que até nos chegou a dar um troféu nacional, a Supertaça, que não podemos continuar uns coitadinhos que por vezes até nos aproximámos das primeiras posições, mas que nunca contámos para o título, e por outra vezes, lutámos por um segundo lugar para tentar chegar à Liga dos Campeões. Um triste fado que não tem resultado nada bem!

O caminho desta época, obsessivo pela conquista do título, era o único possível e verdade seja dita, mesmo não conhecendo o seu desfecho final, está a resultar. O Sporting tem 4 jogos pelas frente e é justo dizê-lo que está na luta pelo título até ao final, e todos sabemos que na Liga Portuguesa há tradicionalmente 3 candidatos e apenas 1 poderá vencer.

Por isso, esta obsessão é boa e recomenda-se quer o Sporting seja ou não campeão nacional!

Sem comentários: