domingo, 10 de abril de 2016

Sporting 3-1 Marítimo :: objectivo cumprido!

foto: Lusa
Cumprimos com o nosso objectivo sabendo do resultado do eterno rival. Acontece que cada vez há menos espaço para recuperar os pontos necessários para conquistar o título. Não vamos desistir, isso nunca faria sentido e continuaremos, acredito, a jogar bom futebol.

Do jogo de ontem duas coisas que, e uma delas diria que já será uma repetição de algo dito por aqui, são incríveis e provavelmente impensáveis há uns meses ou semanas.

A defesa, o eixo central do Sporting, é composta por Semedo e Coates. Do uruguaio não tenho dúvidas que teremos de prever financeiramente a sua compra. Quanto a Semedo, Jorge Jesus foi repescá-lo a Setúbal, na altura fiquei com a sensação que poderia ter sido como forma de irritar o Vitória local pelo negócio Suk, mas também a lesão de Tobia terá precipitado tal movimento, percebe-se agora que está ali uma óptima evolução enquanto central. E Paulo Oliveira, Ewerton e Tobias agora sentados no banco.

A equipa de Nelo Vingada não veio de autocarro para Alvalade, e rapidamente se percebeu que o primeiro golo, da partida, e preferencialmente do Sporting, era absolutamente essencial. Leva-me isto à segunda "coisa". Esse golo, esse "abre-latas" do jogo aconteceu por Teo. Quando já estávamos perto do intervalo e nos preparávamos para mais uma primeira parte a zero. 

Teo, que tem sido um jogador muito controverso. Começou bem a época, disso poucos falam, e da sua importância em jogos como a Supertaça ou Liga dos Campeões, depois começaram a surgir os problemas e os rumores, as redes sociais e as fotos na praia não ajudaram, isto tudo em processo de recuperação. Voltou, Jesus confiou nele e demorou a chegar aos golos que nestes últimos 3 jogos foram 5.

A segunda parte começou muito bem com o segundo golo do Sporting, por William. O resultado com 2-0 permitiu ao Sporting jogar com mais calma e a 15 minutos do fim, o inevitável Slimani voltou a facturar. Estava cumprido o nosso objectivo, uma vitória, três pontos, o Marítimo ainda marcou nos últimos 10 minutos da partida.

Mais uma excelente noite de futebol em Alvalade, aplaudida por mais de 44 mil leões que continuam a mostrar que a união existe, nos 90 minutos e pelo menos durante os próximos 5 jogos. O resto...o resto é conversa para encher chouriços!

Sem comentários: