segunda-feira, 16 de maio de 2016

Não se festeja o segundo lugar!


Não se pode festejar segundos lugares. Ponto final!

Para mim, o momento mais icónico do dia de ontem foi a saída do estádio do Braga. Depois da despedida dos jogadores do relvado, fortemente ovacionados, como seria natural, os adeptos do Sporting saíram em silêncio. Grande parte deles, desceu a enorme escadaria do Estádio Municipal de Braga a falar das incidências do jogo, da festa que apesar de tudo se tinha feito numa tarde de futebol, do orgulho na equipa apesar do objectivo falhado, mas em silêncio porque o campeão era outro. O desânimo era geral. Já ontem falava da recuperação de identidade e isto faz parte do que se pretende. O objectivo era claro, ser campeão, não se conseguiu, não se festeja. É-se exigente!

Ficar orgulhoso do futebol praticado, é outra conversa.

Não me choca, não me espanta, eu não o faria, ver adeptos do Sporting esperar pela camioneta do clube depois da viagem vindos de Braga.

Eu não o faria porque, na minha opinião, a despedida dos jogadores é no estádio. Sendo possível, é ali, depois de mais 90 minutos a batalhar que dizemos adeus à época. Aliás, esse momento está registado neste vídeo e é o sentimento de união que ao longo da época existiu entre adeptos e a equipa.



Não é necessário pensarmos todos da mesma forma, obviamente!

Muitos acharam importante esperar em Alvalade pela equipa, agradecer o que fizeram durante as 34 jornadas do campeonato, mas, sinceramente, não vi um sentimento de agradecimento pelo segundo lugar conquistado. Não se transforme uma saudação de final de época com festejos de qualquer espécie. Não foi isso que aconteceu e estarei certo ao dizer que não foi isso que os jogadores pensaram, nem é essa a cultura de exigência que esta Direcção quer!

No dia seguinte não se levanta a cabeça porque ela está bem erguida. No dia seguinte prepara-se a próxima época. Desfazem-se equívocos, corrigem-se os erros e percebe-se que, apesar de tudo, o futuro poderá ser muito melhor. Há trabalho que foi muito bem feito e apesar da vitória do Benfica no campeonato, não se apaga o rumo seguido, nem se desvia da estratégia traçada. Corrige-se, emenda-se e acerta-se!

O tempo em que se alterava tudo, todos os anos e nada mudava, por incrível que pareça, já acabou. Como tenho dito ao longo das últimas semanas, quem não quiser que este seja o caminho que o Sporting há-de continuar a seguir, tem em Março de 2017 uma oportunidade para o alterar.
No local do costume, com democracia e aceitação daqueles que sempre decidirão o futuro do Sporting Clube de Portugal: os sócios!

1 comentário:

Unknown disse...

Identifico-me desde já como Benfiquista e queria enaltecer as suas palavras! Desde pequeno que me passou meu Pai que no final de uma qualquer disputa Glória aos Vencedores e Honra aos Vencidos! As suas palavras demonstram bem os ENORMES adeptos que o Sporting Clube de Portugal tem e que esses (os adeptos) é que fazem o clube e não este ou aquele dirigente que por lá passa! Forte Abraço e seguramente que se o SCP fosse o Campeão o título estaria igualmente bem entregue!