sábado, 2 de julho de 2016

III Gala Honoris Sporting


Arrisco a dizer que a III Gala Honoris Sporting foi a melhor desde que o evento começou há 3 anos. Nota-se a evolução em termos de profissionalismo, na forma como tudo vai sendo natural. Este é o primeiro e o principal ponto a reter sobre este evento organizado no dia de aniversário do Sporting Clube de Portugal.

É exactamente a partir deste ponto que gostaria de tecer alguns comentários sobre uma noite que terminou para lá das duas da manhã.

A primeira aparição de Rui Miguel Mendonça, ex- SportTV, mostrou que faz toda a diferença quando em frente às câmaras estão profissionais de grande qualidade. Nada contra o que tem sido feito ao longo destes 3 anos na Sporting TV, pois isso reflecte o crescimento do canal que, se no início, estava bem amador, agora começa a dar mostras de querer passar para um outro nível.

Foram muitos os premiados desde o Atletismo Feminino, que conquistou o título europeu e nos presenteou com o seu "grito de guerra", Alexis Santos e a fantástica marca obtida este ano na natação, a incrível história da Katarina Larsson do triatlo, o João Soldado do ténis de mesa, o discurso do enorme Nuno Dias, que, quanto a mim não foi só apenas o treinador do ano nas modalidades, mas o treinador do ano no Sporting e o Carlos Lopes como dirigente do ano nas modalidades, mas que deve ser explicado aos mais novos o que representou este senhor no mundo do desporto mundial para que percebam bem a sua dimensão.

Pelo meio tivemos um momento de comédia da malta do Futebol Perdição, percebo que tem de haver humor, discordo da insistência generalizada com o Benfica. 

Depois seguiram-se prémios absolutamente essenciais na vida do clube. Premiaram o Núcleo da Figueira da Foz, os núcleos enquanto entidade que veicula o nome do Sporting em Portugal e além fronteiras têm uma preponderância absolutamente fundamental no crescimento humano do clube.


Bernardes Dinis, que tem um trabalho notável no Museu de Leiria venceu aquele que para mim é um dos prémios mais importante da noite, sócio do ano, e emocionado foi de uma humildade incrível.

Num Coliseu cheio, José Paulo Clara dos Santos foi considerado funcionário do ano, está no clube desde 1984. A iniciativa "O Marcelo em Alvalade" venceu na respectiva categoria e foi muito interessante ver o Presidente do Clube chamar Marcelo ao palco para receber o prémio. 

"Um grande aplauso e muita força para Portugal e que possamos estar na final em Paris" foi uma das frases da noite proferidas por Bruno de Carvalho, antes de se entregar o prémio à melhor equipa de formação aos sub-17 pelo regresso aos títulos nacionais. 

Depois chegou o momento que todos aguardávamos, a apresentação dos equipamentos.


Os de treino e saída, os de guarda redes de hóquei, andebol e futsal com muita pinta, Stromp, Alternativo, Fato Oficial, Principal e o da Liga dos Campeões. Com aposta fortes nos verdes, nas riscas e nos calções pretos. Nesse momento já se podia comprar na Loja Verde, bem o marketing do Sporting.

Seguiu-se Rúben Semedo como revelação do ano, João Mário como jogador do ano e Jorge Jesus como treinador do ano. Pelo meio enalteceu-se o papel das claques, fundamental no apoio que transmitem ao clube, voltaram os núcleos, o Solar do Norte e o de Braga. 

Por esta altura protagonizou-se um pequeno episódio, nada mais que isso, que, na minha opinião, era evitável para uma Gala como esta. O cântico a evocar os "lampiões" não faz sentido num momento como o que se viveu ontem no Coliseu que tem como principal objectivo celebrar o Sportinguismo!



Foi apresentada a equipa Feminina de Futebol com vontade enorme de conquistar títulos para o clube e seguiu-se o "Mundo Sabe Que" cantado em uníssono pelos presentes no Coliseu e certamente pelos que seguiam em casa, tudo sob a batuta do Maestro Jorge Jesus.

Prémio carreira para Obkiwelu e João Benedito. Merecidos, lamento muito que o João não tenha estado presente para receber esta merecida distinção em palco.

Prémio saudade para Fernando Mendes e Joaquim Campos, num momento de emoção eterna.

Falou-se da maior participação de sempre do Sporting em Jogos Olímpicos, são já 24 atletas apurados para o Rio de Janeiro 2016. 

Antes de se cantarem os parabéns, um foto com 10 jogadores da actual Selecção Nacional que estão em Paris a disputar o Europeu de futebol, enviada para a Gala a desejarem as felicidades ao Sporting pelos seus 110 anos.

Fechou a noite com uma certeza, para o ano a IV edição será realizada no Pavilhão João Rocha.

VIVA O SPORTING CLUBE DE PORTUGAL!

Sem comentários: