segunda-feira, 1 de agosto de 2016

A morte de Moniz Pereira!


Morreu uma figura ímpar do desporto Português e do Sporting, em particular. O Presidente do Sporting disse e muito bem "é um desaparecimento físico porque o legado fica".

Respeitado por todos, notável no trabalho realizado pelo atletismo português, viveu 95 anos de Sportinguismo num clube que tem 110 anos. Chegou a ser sócio número 1 do clube!

Os êxitos ao longo da sua vida são muitos e assinaláveis:

- Álvaro Dias e o 4º lugar no campeonato da Europa de 1950 em salto em comprimento;
- Prata de Carlos Lopes em 1976 nos Jogos Olímpicos;
- Ouro de Carlos Lopes em Los Angeles nos Jogos Olímpicos de 1984;
- Recorde Mundial dos 10.000 metros de Fernando Mamede em 1984;

Tem um palmarés invejável:

- 88 campeonatos nacionais (48 masculinos, 40 femininos);
- 30 campeonatos de pista coberta (15 masculinos, 15 femininos);
- 47 campeonatos em corta-mato;
- 1 campeonato nacional de estradaM
- campeão europeu de pista em 2000 e de corta-mato 12 vezes entre 1977 e 2004;

Fica a curiosidade que até no futebol foi campeão nacional como preparador físico em 1969 e vencedor da Taça de Portugal em 1971.

Em 2013, num das últimas entrevista disse sobre como esperava ser lembrado, "isso já não me interessa mais (risos). Tive uma vida muito bonita porque sempre fiz aquilo que gosto, e fi-lo bem". Mas também foi sempre muito auto-crítico,  "Os resultados estão à vista. Não fiz tudo bem, mas fiz o melhor possível. Consegui coisas que nunca ninguém fez".

Que descanse em paz e os meus sentidos pêsames à família de Moniz Pereira.