segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Adeptos únicos e comprometidos com o Sporting!


Em Dezembro de 2010 o Sporting perdia 2-1 contra o Vitória FC treinado por Manuel Fernandes. Um jogo desastroso, o Presidente era José Eduardo Bettencourt e o nosso treinador era o Paulo Sérgio.

Nesse dia, depois de escrever o texto do jogo neste blogue, o que eu queria mesmo era a demissão do treinador e do Presidente do Sporting. O fim da linha estava próximo, mesmo de alguém que ainda cheguei a equacionar ser possível re-erguer o Sporting.

Foi por essa altura que se começou a ouvir um termo como "Belenensização do Sporting". Com o maior respeito que o Belenenses me merece. Relembro coisas que eram escritas por aqui nas caixas de comentários quando não havia 1/5(!) da acção da blogoesfera/redes sociais que há hoje:

"DEMITAM-SE! E nós façamos para que isso aconteça!"

"Ser do Sporting com esta estrutura, é e sempre será sinónimo de SOFRIMENTO e ANSIEDADE!"

"Vão construir o tão necessário Pavilhão para as modalidades?"

"não sei qual vai ser o futuro do Sporting."

"e o que as más línguas diziam alguns anos atrás sobre a belenensizaçao do Sporting, e eram apedrejados por dizer "barbaridades" dessas que tal não era possível, basta agora olhar para um jogo do Sporting e o estado em que se encontra o futebol deste clube"

"Não há dia do julgamento para esta gente? Não vamos de uma vez por todas devolver o Sporting aos Sportinguistas"

"está na hora de dizer BASTA"

A certa altura da minha vida como Sportinguista cheguei a pensar e a discutir com amigos, de todos os clubes, que estava preocupado que isso viesse mesmo a acontecer. Sou sincero, na altura tinha muito medo só de perceber que o Sporting poderia caminhar para o abismo. Não digo acabar, mas tornar-se irrelevante no contexto nacional.

Mas nunca nos "Belenensizamos".

E porquê?

Nem de propósito, hoje foi revelado um estudo da Universidade Europeia em parceria com o Sapo Desporto onde coloca os adeptos do Sporting como "os adeptos mais comprometidos com a sua instituição desportiva".

Os adeptos do Sporting são os "mais ‘ferrenhos’ em Portugal" à frente dos adeptos do Benfica e Porto.

É sem dúvida neste amor próprio que temos pelo clube, sem nunca desistir da nossa paixão, lutando contra os impossíveis que a vida desportiva (e financeira) nos vai colocando na frente, que o clube, com base nos seus adeptos foi capaz de acreditar, sempre, que era possível retirar o Sporting de um possível abismo.

Não se confunda com o facto de ser esta ou outra direcção, nem é isso que me interessa salientar, o importante é a nossa capacidade para nos adaptarmos a novas realidades sem desistir de um amor inconfundível para com o clube.

Ainda não regressamos aos títulos, os que interessam, mas estamos hoje em dia mais fortes e unidos que nunca em torno do Sporting, do futebol às modalidades.

Pelo menos essa batalha foi ganha!

Sem comentários: