sábado, 13 de agosto de 2016

Sporting 2-0 Marítimo :: começar a vencer!


Começou a época 2016/17 com uma vitória clara e justa do Sporting diante do Marítimo por 2-0.

Vamos recuar uns dias e umas semanas. A pré-época do Sporting em termos de resultados desportivos não foi a melhor. Criou-se um ambiente negativo, colocou-se em causa os adversários e a valida deles, por ser tão elevada, criticaram-se jogadores novos com meia dúzia de minutos e sem quase oportunidades de mostrar o que valem, inclusive, nos últimos dois encontros diante do Bétis e Nice. Vi e li Sportinguistas a dizerem mal de tudo e todos, Jorge Jesus incluído, porque, a jogar assim não iríamos longe. Um autêntico festival de barbaridades!

Sabemos, acima de tudo, as nossas lacunas. Estão identificadas e são: um ponta de lança e um defesa esquerdo. Principalmente estas. Até ao final de agosto tudo pode acontecer e quando há jogadores muito cobiçados, o Sporting tem de estar preparado para tudo. Jorge Jesus então, habituadíssimo a estas andanças, pois no Benfica reconstruía a equipa todos os anos. Haja alguma paciência, o mercado ainda não fechou.

Chegamos às 18h15 e o primeiro onze titular do Sporting estava sem Schelotto e Marvin. Para mim, em ambos os casos, incompreensível, mas principalmente pelo Ezequiel que, não sendo um extraordinário lateral direito, é dos melhores da nossa Liga e tinha feito bons jogos de pré-época. Estranhei a decisão, mas, como também costumo dizer: o JJ lá sabe!

O Sporting entrou forte, instalou-se rapidamente no meio campo do Marítimo e aos 12' o primeiro lance de perigo por Alan Ruiz com o remate a sair à figura de Gottardi. Logo de seguida João Mário sozinho na grande área falhou nova oportunidade.

O Marítimo demorou a entrar na partida, mas quando o fez quase marcava. Valeu Rui Patrício com uma grande defesa ao remate de Babá. Cada dia que passa mais me convenço que devíamos fazer um contrato vitalício com o nosso guardião!

Mas, não nos deixamos intimidar e na sequência de um canto, assiste João Mário, Coates de cabeça inaugura o marcador e faz o primeiro do Sporting 16/17 e o seu primeiro ao serviço do clube. Coates, relembro, o tal que vi muita gente falar da sua má pré-época. 

Não demorou muito até que o Marítimo voltasse a assustar a baliza de Rui "Siiiii" Patrício. Uma perda de bola de Alan Ruiz, no lado direito da defesa, com João Pereira muito subido no terreno, relva e barra. Os jogadores insulares nem acreditavam como não tinha entrado a bola.

O Sporting fecha a primeira parte com uma excelente triangulação entre Adrien, Alan Ruiz a amortecer para João Mário que em jeito tentou aumentar a vantagem.

Intervalo, fomos dominadores com 21 ataques, 9 remates, 1 golo, 61% posse de bola, mas, é um facto que o Marítimo teve ao seu alcance o golo do empate com duas oportunidades muito claras!

Jorge Jesus não demorou a mexer e tirou Jefferson para entrar Bruno César. A segunda parte foi praticamente dominada pelo Sporting. Entramos bem com remate cruzado de Gelson, depois João Mário a falhar duas vezes, Coates sozinho em frente a Gottardi atirou à figura, até que aos 60' Bryan Ruiz marcou o segundo golo do Sporting.

Com a diferença em dois golos, estava praticamente garantida a vitória. Houve tempo ainda para um livre ensaiado aos 77' que resultou num excelente remate de Adrien Silva.

Alvalade registou uma excelente assistência: 42.577. E foi perante esta moldura humana que João Mário foi substituído por Bruno Paulista, a ovação ao campeão europeu e melhor em campo no jogo de hoje soou a despedida, até pelos inúmeros cumprimentos no banco de suplentes.

E foi nesse banco que se viu Barcos. Aliás, ainda no início de jogo vimos o jogador que está de saída a cantar O Mundo Sabe Que, Beto também foi apanhado, e só terá estado hoje no jogo, como suplente, por precaução. Felizmente não foi preciso.

Nota final para o minuto de silêncio respeitado de uma forma fantástica em memória de Mário Moniz Pereira, de Dário, a quem William entregou a sua camisola à Torcida Verde, e das vítimas da Madeira.

"Adversários em campo, unidos na dor, força Madeira", lia-se bancada da Brigada!

Sem comentários: