terça-feira, 27 de setembro de 2016

Sporting 2-0 Legia de Varsóvia :: com naturalidade, os três pontos!

foto: Carlos Rodrigues

Vinte e dois meses depois regressou a Liga dos Campeões, fase de grupos, a Alvalade. Foram 40.094 adeptos que saudaram com entusiasmo uma vitória tranquila do Sporting, os primeiros e importantíssimos três pontos, o dinheiro que entrou nos nossos cofres e, sempre bom lembrar, os 10 jogos seguidos em nossa casa com assistências acima dos 40 mil. Dúvidas acerca da união dos Sportinguistas em torno do projecto desta Direcção? Não me parece!

Mas foi também uma noite de estreias, a de Petrovic, aos 86' minutos, a do "O Mundo Sabe Que" antes do hino da Liga milionária. Finalmente com luz verde da UEFA. Que momento!

Jorge Jesus fez pequenas alterações à equipa que venceu o Estoril na sexta feira. Tirou Alan Ruiz para colocar Bryan Ruiz no apoio a Bas Dost, deixou Jefferson na equipa, repetindo a titularidade de sexta passada e fez regressar Bruno César à equipa. Diria que este 11 estará, neste momento, muito próximo de ser o melhor que podemos apresentar em campo.

Os primeiros dez minutos de jogo foram atabalhoados por parte do Sporting, com o Legia mais forte e concentrado, embora sem criar perigo. Bruno César deu o mote para o que seria o resto da primeira parte: total domínio do Sporting.

Depois Bas Dost apareceu aos 16', Gelson atirou à barra aos 17', aos 21' livre estudado e Bryan Ruiz quase marcou, pelo meio aos 24' Alvalade festejou o golo de Slimani em Inglaterra e aos 27' Bryan Ruiz após um canto desviado pelo jogador do Legia, inaugurou o marcador. Elementar justiça, caro Watson!

Não foi preciso esperar muito para que Bas Dost voltasse a marcar pelo Sporting. Aos 35', bola colocada na área e o atacante holandês a mostrar que podemos suspirar por Slimani, não será esquecido, mas não há dúvidas que tudo indica que a "substituição" tem tudo para correr bem.

O Sporting chegava ao intervalo a vencer 2-0, na outra partida, na Alemanha, Real Madrid também estava empatado com o Dortmund.

A segunda parte manteve a toada ofensiva do Sporting, mas sem os golos. A equipa baixou bastante a dinâmica de jogo, no entanto, não foi por falta de oportunidades que não dilatou o resultado. Adrien por duas vezes, Bas Dost, Gelson, mas Malarz não estava interessado em sair de Alvalade com mais golos sofridos. Até porque já leva 8 em 2 jogos da Liga dos Campeões.

Jorge Jesus aproveitou para rodar novamente a equipa, Markovic primeiro, Campbell depois, ainda longe do ritmo que se pretende que estes jogadores possam trazer à equipa do Sporting.

O Legia termina o encontro com zero oportunidades de golo e Patrício não viu uma única vez a sua baliza ser alvo de um qualquer remate da equipa polaca.

O Sporting venceu com toda a naturalidade. O respeito pelo adversário é sempre importante, mas é óbvio, que pelo momento que a equipa actual campeã da Polónia atravessa, não poderia ser outro o resultado do jogo desta noite.

Segue intacto o objectivo principal do Sporting neste grupo: qualificar-se para a fase seguinte da Liga dos Campeões. Agora venha de lá o Borussia de Dortmund, a equipa que, provavelmente, será o osso mais duro de roer deste grupo!

Sem comentários: