terça-feira, 6 de dezembro de 2016

#Sporting160 :: a quinta entrevista - @AFN1982


Chegamos ao quinto programa do #Sporting160 no Twitter, da autoria do João Castro. Recordo que os entrevistados são Sportinguistas com presença habitual no Twitter e que respondem em directo. O convidado deste programa foi André Nobre, um grande Sportinguista e presença habitual nesta rede social na defesa do nosso clube.

Seguem as perguntas e respostas do 5º #Sporting160:

1-O que tem de tão Nobre ser do Sporting?
Ser do Sporting é, antes de mais, uma benção. O que faz de nós, Sportinguistas, um motivo de orgulho para o clube, é o facto de estarmos sempre com ele, no melhor e no pior. Repara que, apesar de nao sermos campeões desde 2002, continuamos a ter assistência muito significativas, casas cheias quando o clube joga fora, miúdos novos a juntarem-se à família esta devoção, apesar das provações todas por que passámos, é de uma nobreza de espírito impecável.

2- Se tivesses que resumir o Sportinguismo numa palavra?
Família. Os laços que nos unem à volta da verde e branca e do leão rampante são tao fortes como os de sangue.

3-Como é que entra o Sporting na tua vida?
lá está, pela família. O meu pai, o meu avô, os meus tios e primos são quase todos Sportinguistas, primeira vez que fui à bola foi na final da Taça em 87, depois fui sempre indo às nossas finais, comecei a ir a Alvalade e ficou-me sempre o bicho de ver a nossa equipa a jogar. Assim que comecei a trabalhar, comecei a comprar Gamebox agora já nao consigo falhar um jogo. Mais de duas semanas sem estar no estádio a cantar e a apoiar é um problema.

4-Salgueiros 0 Sporting 4, onde estavas? como foi?
sei perfeitamente. Estava no Cantinho do Morais, um restaurante que existia na Cruz Quebrada. Que festão! Dali segui para a Praça do Município e foi uma festa de arromba, como nao me lembro de ter visto outra em Lisboa. A alegria das pessoas era contagiante, toda a gente cantava, toda a gente pulava, uma festa como todas as do futebol devem sempre ser.

5-Tens alguma superstição em dia de jogo em Alvalade?
tenho de levar o cachecol, sempre. Posso chegar atrasado, posso vir do trabalho, posso ter de o andar a passear comigo o ia todo, mas o cachecol é indispensável. E quando marcamos, erguê-lo bem alto lá no ar!

6-Qual o teu Leão preferido, da nossa história?
há imensas figuras da nossa história por quem tenho muita estima, o Carlos Lopes, o Joaquim Agostinho, o Azevedo (recomendo aos que não o conhecem a história do Azevedo, um guarda redes de génio que conseguiu a proeza de ganhar um derby e braço ao peito), o Peyroteo, o Jesus Correia, mas o meu preferido de todos é o Vasques, o único dos Cinco Violinos que eu tive a oportunidade de conhecer pessoalmente. Foi uma historia gira, quando estava no quinto ano vi uma notícia de que o Vasques trabalhava na Loja Verde e, como tinha de fazer uma entrevista para a escola, liguei para o Estádio a perguntar se o podia entrevistar. Foi impecável, disse logo que sim, combinámos uns dias depois e eu lá fui. Um puto de dez anos e um dos maiores craques que o Sporting já teve, para mim foi uma coisa do outro mundo, e ele foi simpatiquissimo. hoje em dia parece-me que uma coisa destas já seria mais difícil e tenho pena que assim seja, é importante partilhar a História do Sporting com os mais novos, apresentar-lhes as lendas e os seus feitos. Pode ser que se preste maia atenção a esta parte.

7-Vamos passar a atualidade. Qtos golos são necessários para ganharmos um jogo?
muitos. Sabes que isto nao é uma coisa recente, desde que eu me lembro que temos de correr mais do que todos, lutar mais do que todos, querer mais do que todos para ganhar os jogos. Faz parte, é certo, e dá mais sabor às conquistas, mas também dá muitas dores d cabeça. P outro lado, também é isto que acrescenta a tal nobreza a ser do Sporting, somos da raça q não se verga.

8-Semana decisiva, colocavas o 11 mais forte em Varsóvia?
não, até porque o jogo com o Légia vai ser muito disputado, muito físico, e portanto escolheria uma equipa mais dura na defesa e meio campo defensivo e dava as alas e o ataque ao Gelson, ao Matheus, ao André e ao Joel, para termos tabelas e velocidade no ataque. Há que saber perceber que desafios os adversários nos colocam e escolher um onze que responda a cada necessidade.

9-Achas que teremos uma semana de grande pressão dos Media ?
sim. Isto não é uma questão exclusiva do futebol, a imprensa parece ter-se viciado em criar factos para alimentar polémicas que depois resultam em horas infindáveis de especiais televisivos e capas bombásticas, sem que haja qualquer coisa importante que justifique essa atitude. Portanto, podemos contar com a exploração do resultado de ambos os jogos como condicionante para o jogo de Domingo, sendo expectável que cheguemos à hora do início do jogo com os ânimos altamente inflamados

10-Derby, Qual o teu 11 para a Luz?
o mesmo onze que defrontou o Setúbal, mas com Matheus no banco no lugar de Markovic. Aliás, vou aproveitar esta oportunidade para fazer campanha pelo Matheus, que é um miúdo extraordinário que neste momento já devia ser o suplente natural do Bryan o Bryan tem tido algumas dificuldades físicas e esta fase é perfeita para ir integrando o Matheus no onze.

11-Qual o jogador que esperas que decida o derby?
Adrien. O Varela negou-lhe um golo d bandeira em Alvalade, no sábado, vem em crescendo d forma e é expectável q faça um jogão.

12-Consideras que se passarmos para a frente, seremos lideres até ao fim ?
sso é o que desejo, mas temos de estar preparados para contratempos. Falta muito tempo para o fim do campeonato e portanto será apenas normal que venham a haver alterações na liderança até ao final. O que devemos é estar preparados para enfrentar esses contratempos com apoio incansável e com essa fé que é só nossa. "90 minutos sempre a cantar, sempre a cantar por ti!

13-Receias a “máquina lampionica” ou falta de maturidade da equipa?
não temos medo de ninguém nem devemos ter. E apesar de esse esforço da parte de alguns adeptos do rival ser factual, devemos ser superiores a isso e responder em campo, que é o lugar do futebol. Os comentarismos são um exercício de treta, praticados por tipos que se querem promover a si próprios e ganhar uns favores à custa de instituições que lhes são muito superiores. por isso é importante que nós, adeptos (qualquer que seja o clube), passemos acima dessas pessoas. Quanto à nossa falta de maturidade, acho que é um síndrome Fernando Mamede, temos tido dificuldades com os momentos decisivos, mas acho que estamos cada vez melhores a lidar com isso. Saberemos impor o nosso jogo, é a minha opinião.

14-Pergunta da praxe, qual o teu prognóstico?
derbies são jogos grandes demais para estarem resolvidos à partida. Domingo logo vemos como corre :)

15-Vem ai Janeiro? Achas que devemos ir ao mercado?
para responder a isso precisava de ter visto Meli jogar mais vezes, mas acho q conseguimos recompor o plantel c os emprestados além de que regressarão de lesão Spalvis e Wallyson, que ainda terão uma palavra a dizer até ao fim da época.

16-Balanço do mandato do BdC?
positivo. Niveis de auto-estima, respeito e amor próprio recuperados, pavilhão quase acabado, boas prestações nas diferentes modalidades. Melhor, só com mais títulos e com uma atitude mais virada para o Sporting e menos para quem nos rodeia.

17-JJ é o teu treinador?
claro que sim. JJ é um senhor que sabe maia de futebol a dormir do que nós todos acordados. Soube recuperar a equipa depois de um início de época + difícil, jogando primeiro para o resultado e só depois para a nota artistíca. Espero que fique muitos anos.

18-Para terminar que tu és um homem ocupado,Gostaste da experiencia e Quem gostarias q eu convidasse para o programa?
gostei, é importante um espaço destes para falarmos do que mais gostamos, do nosso Sporting. Quanto a convidados, acho que era importante darmos voz aos nossos atletas da formação e das modalidades q por aqui andam e q assim ficaríamos a conhecer melhor. um muito obrigado pelo convite e um abraço! Quarta-feira cá estaremos para torcer pelo nosso Sporting!

Sem comentários: