quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

O conforto tornou-se desconfortável


São décadas e décadas a sofrer pelo nosso Sporting Clube de Portugal. Décadas passadas nas cadeiras dos estádios, nas roulottes antes e depois dos jogos, a acompanhar a equipa de futebol de norte a sul do país (e muitas vezes de norte a sul da Europa!) e a acompanhar também diversas modalidades em diversos escalões.

São décadas a analisar, criticar e elogiar as contas do Clube, as diferentes operações financeiras, as restruturações, os sucessos e os insucessos.

Décadas a viver as vitórias e os momentos menos bons de fora. Décadas a ver um Órgão como o Conselho Leonino a afundar-se cada vez mais no descrédito e a tornar-se obsoleto. Décadas de conforto que agora chegam ao fim.

Sessenta sócios de bancada, adeptos fervorosos do nosso Sporting Clube de Portugal, resolveram sair da passividade e colocar-se ao serviço do Clube.

E porquê?

Porque está definitivamente na hora de fazer do Conselho Leonino aquilo que ele pode e deve ser: um Órgão que albergue diferentes visões e perspectivas sobre o presente e futuro do Clube, sendo capaz de ser a fonte e o reflexo dessas mesmas perspectivas junto do Conselho Directivo e demais Órgãos Sociais.

Mas para que isso aconteça, é preciso uma ruptura. E é isso que propomos.

A alteração da orgânica do próprio Conselho Leonino é fundamental, através de várias medidas, como a eleição do Presidente do Conselho Leonino através dos seus pares, ao invés de ser, por inerência, nomeado o Presidente da Mesa da Assembleia Geral. E da redução do número de Conselheiros. E mudando o seu modo de funcionamento, propondo a realização de reuniões regulares, ao invés de ser apenas uma antecâmara de uma Assembleia Geral. E aproximando-o dos sócios, tornando públicas as deliberações não confidenciais que sejam tomadas nas reuniões.

Estas e muitas outras medidas concretas constam do Programa de Candidatura da Lista C e tudo faremos para as implementar. E ou bem que o Conselho Leonino muda ou então seremos os primeiros a defender a sua extinção.

Esta é uma lista independente de sócios anónimos sem qualquer ligação actual ou passada a qualquer outro Órgão ou grupos de interesses vinculados ao Sporting, que se quer colocar ao serviço do nosso Clube. Que quer ouvir e dar voz aos sócios e adeptos. Aos amigos que se juntam para “ver a bola”, quando jogam os de verde e branco.

Gonçalo Nascimento Rodrigues é o cabeça de lista desta candidatura que tem como lema “Independência e Transparência” e que alberga sócios com diferentes visões e experiências profissionais.

O nosso conforto chegou ao fim. E o conforto daqueles que se têm servido do Conselho Leonino também. Chegou a hora da ruptura. Dia 04 de Março, vota Lista C para o Conselho Leonino.

A Lista completa, bem como o Programa de Candidatura e informações sobre a campanha podem ser consultados na página de facebook em www.facebook.com/candidaturacl. E todas as sugestões e ideias são bem-vindas.
#NósOuvimos.

(texto escrito pelo Candidato Gonçalo Nascimento Rodrigues, Lista C para o Conselho Leonino)

1 comentário:

João Paulo Rosinha disse...

Blog "O Meu Sporting" http://sporting1967.blogspot.pt/