sábado, 29 de abril de 2017

2017, para já, um ano europeu do Sporting!


Não foi há muito tempo, ali por volta da campanha eleitoral para a segunda vitória de Bruno de Carvalho, que se colocava em causa o investimento que estava a ser realizado nas modalidades.

Primeiro, num acto pouco democrático e de falta de informação, o candidato a derrotar Bruno de Carvalho falava das modalidades sem saber sequer os resultados apresentados em AG relativamente às operações do clube. Não sabia isso, nem como era destinado o valor das quotas.

Nos jornais falava-se do investimento avultado do Sporting, quando, na realidade, apenas se tratava de reequilibrar e voltar a colocar o Sporting no lugar a que sempre nos habituou. O mal, como todos sabemos, foi quando direcções passadas mais recentes queriam acabar (e acabaram) com algumas modalidades, e a falta de visão para o ecletismo do Sporting.

O certo é que Atletismo, Futsal e Andebol, só para referir algumas das mais importantes modalidades do Sporting, este ano, voltaram a dar razão ao que se tem feito no Sporting a este nível. Não é perfeito, longe disso, claro que todos queremos os troféus, mas é inequívoco que o trabalho está a dar resultados.

Em Fevereiro, o Atletismo do Sporting regressou à maior prova europeia de corta mato para ser vice-campeão europeu. Depois, em Março, Patrícia Mamona conquistava a medalha de prata no triplo salto (pista coberta) e Nélson Évora tornava-se campeão europeu na mesma disciplina. 

Recentemente, ainda este mês, Jessica Augusto venceu a Maratona Internacional de Hamburgo. Foi a sua primeira grande vitória em Maratonas, que lhe valeu a qualificação para os Mundiais deste ano e, convém que seja anotado, com um tempo que foi a segunda melhor marca de sempre, só atrás da mítica Rosa Mota.

Ontem, em Almaty, no Cazaquistão, a equipa de futsal do Sporting derrotou o campeão europeu Ugra na Fina Four da UEFA Futsal Cup. Amanhã, irá disputar pela segunda vez na nossa história, a final do tão almejado título que nos anda a fugir e que já merecemos.

Há minutos, no pavilhão do Ginásio do Sul, e isso dói, só de escrever, o Sporting conquistou a passagem à final da Taça Challenge em andebol. Vai ser a sua segunda final nesta competição internacional, onde da primeira vez que lá esteve, trouxe para Portugal, sendo pioneiro.

Podíamos dar mais exemplos, Fábio Santos no WUKF ou as excelente participações do Judo do Sporting lá fora.

Claro, tal como disse em cima, que queremos sempre os títulos. É isso que nos faz sorrir e que perdura a história do Sporting como uma das grandes potenciais mundiais, mas, não podemos negar a evidência do que está a ser bem feito ao nível da modalidades. Este primeiros 5 meses do ano de 2017 mostram, sem dúvidas, que, para já, é um ano europeu que a todos nos deve orgulhar!

Sem comentários: