quinta-feira, 6 de abril de 2017

Briefings da vergonha!



É verdade que podia ser um momento de satisfação estar aqui a falar do briefing que Carlos Janela transmite aos diferentes comentadores do Benfica. Semanalmente, estes senhores debitam asneiras atrás de asneira, sem qualidade, sem opinião, seguindo apenas uma certa orientação a mando de quem paga para defender a todo o custo um clube. Sem liberdade de expressão, sem contribuir minimamente para a evolução nacional do espectáculo desportivo que é o futebol.

Mas a minha preocupação quando vi o Director de Comunicação lançar cá para fora este documento foi perceber que o homem por trás disto tudo é Carlos Janela.

Preocupante porque este homem esteve 8 anos no Sporting. Nos períodos mais negros que o clube atravessou e, provavelmente, isto ajuda a explicar muita coisa que por lá, nesses tempos longínquos, foi acontecendo.

Depois, lembro-me do que Luís Filipe Vieira disse em Outubro de 2016 sobre os comentadores do Benfica e a tão propalada "liberdade de expressão" que, ficámos a saber, não é bem assim.

Na altura, até foi mais longe o clube presidido por Luís Filipe Vieira, emitindo um comunicado demarcando-se das opiniões, comentários e análises dos diferentes comentadores. Se bem se lembram, houve uma célebre foto a circular do almoço de alguns deles, em que já se falava da concertação de discursos. Facilmente comprovados, sem briefing, pela repetição do que eles diziam em diferentes programas.

Ou seja, o Presidente do Benfica mentiu. Mas, sinceramente, isso é mais um problema deles que nosso.

Rui Gomes da Silva confirmou, o briefing, e a mentira do comunicado do Benfica. Os documentos são passados e rapidamente passou ao modo de ataque. O briefing passou a ser uma ferramenta da estrutura profissional do clube.

Desse documento, não vou perder muito tempo, só referir que Bruno de Carvalho é uma peça importante dos ataques dos comentadores do Benfica, confirmando-se o que em tempos disse sobre este assunto, e reforçando que há muita preocupação em denegrir o Presidente do Sporting Clube de Portugal.

Não sou estúpido para achar que o meu clube não faz disto. Pode não ser desta forma tão estruturada como o Benfica faz, nem ter os tentáculos que o "polvo comunicacional" do Benfica tem, mas, é óbvio que também há "tendências" nas opiniões de certos comentadores.

Uma coisa é certa, o futebol nacional, a discussão em torno do futebol, a beleza que este desporto desperta em nós, pelo amor que temos ao clube e à modalidade, está a ser destruído por gente deste calibre, autênticas marionetas da televisão, um meio poderosíssimo capaz de moldar as opinião dos destinatários, levando cada vez mais ao fundo este espectáculo que adorámos.

Até onde? Não sei. Mas o fundo, um dia, chegará. Que seja rápido, porque depois, só pode melhorar. O futebol e o ar que respiramos!

2 comentários:

António Gomes disse...

(...) Depois, lembro-me do que Luís Filipe Vieira disse em Agosto de 2016 sobre os comentadores do Benfica e a tão propalada "liberdade de expressão" que, ficámos a saber, não é bem assim (...)

OUTUBRO de 2016 -> está até na tua imagem

Bancada de Leão disse...

Obrigado António.