quinta-feira, 11 de maio de 2017

Breve reflexão sobre o comunicado do Sporting


Em junho de 2013 o Sporting cortou relações com o Porto. O que disse na altura, mantém-se e foi algo como isto: "Não sou favorável, por norma, ao corte de relações entre os clubes. Não é isto que nos vai trazer títulos, taças, melhor futebol. Não!"

Mas nesse dia também acrescentei o seguinte, o corte vem tarde. 

O corte foi um aviso, principalmente com maior enfoque para o Sportinguistas que para os outros. 
Continuar a discutir isto não serve mais do que para encher os jornais de notícias e boatos. Foi bem aplicado.

Quem quer respeito tem de saber respeitar e o Porto nos últimos anos não o tem feito!

Claro que eu desejo e defendo que os clubes, todos sem excepção, devem manter relações institucionais. A não se que algo muito, mas mesmo muito grave aconteça entre eles.

O Sporting teve um encontro que não foi privado. Pois, caso assim o pretende-se, a reunião entre Directores de Comunicação dos dois clubes realizaria-se noutro local. 

O Sporting podia relatar as relações com o Porto, não desta forma, principalmente na semana que antecede a conquista do tetra pelo Benfica. 

O Sporting não deveria ter escrito aquele ponto 4 no seu comunicado. A mim, enquanto Sportinguista, envergonha-me o que lá diz. Não se confunda com outra coisa qualquer, eu tenho um enorme orgulho em ser Sportinguista.

O Sporting devia, nestas última jornadas, remeter-se ao silêncio. Analisar, internamente, sem ruído o que passou nesta época e de que forma vamos reaparecer em 2017/18 mais fortes como recentemente já aconteceu.

O Sporting verificou que há caminho que pode e deve ser feito em conjunto, considerando que é muito mais aquilo que nos une do que aquilo que nos separa, mas esse caminho deve ser feito com os seus adeptos e não com o Porto.

As questões de fundo sobre o futebol nacional não se discutem só com o Porto. Um clube que dominou o futebol português durante 30 anos da forma que todos sabemos e combatemos para terminar.

O Sporting, e reforço esta ideia, deve remeter-te ao silêncio e reflectir que sobre os dois jogos que ainda há para ganhar, bem como os títulos no futsal, andebol e por aí fora que há para conquistar.

O Sporting é isto e somos nós!

Sem comentários: