Vitória SC 0-1 Sporting
















Não podia deixar de começar o texto do jogo desta noite sem falar do enorme apoio de Sportinguistas num estádio tradicionalmente complicado para nós. Depois de na quinta feira passada termos assistido a uma sintonia quase perfeita entre os adeptos, hoje em Guimarães as bancadas que nos estavam destinadas encheram como há muito não se via no berço da nação. Os 90 minutos foram passados a cantar e a incentivar o Sporting, parabéns a todos!

Depois queria agradecer à Lazio pelo jogo de quinta feira passada, pois foi um "treino" importantíssimo para o que já nos esperava em Guimarães. Com a nomeação do Bruno, era certo que algo se iria passar. Foram mais de sessenta minutos a jogar com 10, tal como tinha acontecido na quinta feira passada para a Liga Europa. Num plano argentino de sacrifício, na quinta por Insúa e hoje Rinaudo, Domingos teve a oportunidade de testar os limites da nossa equipa e hoje estivemos muito perto da capacidade física de alguns dos nossos jogadores. Bravo Sporting, porque tens entrado dentro de campo sempre com a certeza que lá dentro se dá tudo!
















Matías naturalmente saiu da equipa, comparando com o último jogo do Sporting, para a entrada de Elias. Não houve mais novidades, nem mesmo no timing de marcação do golo pois aos 7 minutos já vencíamos depois de um entendimento perfeito entre Schaars e Capel. Adoro a forma como o Espanhol se dirige à bancada. Com aquele sangue espanhol, quente, todo na guelra como se a sua vida dependesse disto. Vir à tona da água respirar é o olhar e os gestos que faz para a bancada Leonina com um sorriso rasgado!

Começamos bem e falando agora após os 90 minutos e percebendo que o Vitória está muito longe da forma que os seus adeptos desejam, não teríamos dificuldade em vencer este jogo com relativa tranquilidade. Palpite que obviamente vale o que vale. Mas mesmo com 10, durante tanto tempo, nunca o Vitória teve uma oportunidade, principalmente na segunda parte (na primeira foi o Edgar a que me lembro), soberana para marcar. Ao contrário da Lazio na quinta feira.

Sentiu-se mais uma vez que a vitória e consequentes 3 pontos não nos iriam fugir, nem num lance fortuito de bola lançada para área no intuito de ver a defesa falhar.
















A paragem no campeonato é benéfica para o Sporting, num período em que a equipa deixou totalmente as suas forças dentro de campo. Viu-se Capel, Carrilo, Wolfswinkel, Insúa entre outros a dar o máximo, o "litro", mas por vezes era complicado o ritmo ser constante. E não fosse a equipa jogar com 10 tanto tempo, Domingos poderia ter alterado o figurino da equipa no sentido de ajustar os níveis físicos.

Uma palavra para Rinaudo, alguém tem de explicar que isto não é a Argentina e que em Portugal o que parece, com a nossa camisola, é!

Depois de 2 jogos em que variadíssimos entendidos atribuíram a sorte como razão principal para as nossas vitórias, e não me esqueço do texto de MST da terça feira passada onde basicamente era "blá blá blá sorte sorte sorte blá blá blá", quero ver o que dizem sobre esta série de 6 jogos a vencer com 14 golos marcados. De realçar que 4 jogos foram fora de Alvalade com vitória inequívocas em Paços de Ferreira, Vila do Conde, Guimarães e Zurique. Tudo equipas fáceis, portanto!

Este Sporting ainda não ganhou nada, ninguém anda eufórico, mas aos poucos tem-nos convencido que podemos fazer um caminho interessante nas diferentes competições. E isso é o mais importante, para já!

Comentários

Pedro O. disse…
eu!
eu falei em sorte como tendo contribuido (não o unico factor) para a vitória frente à Lazio.

Ontem foram verdadeiros herois! Ontem foi daquelas vitórias que demonstrou a equipa sentir uma enorme solidariedade, identidade e espirito de sacrificio para além do talento inerente.

Pena, muita pena, mas julgo que já tinhas referenciado isso em post anterior, que o pior arbitro da Liga fosse escolhido para um jogo que deveria ter sido um dos melhores jogos do campeonato.

Este Bruno Paixão é muito mau, para além da falta de respeito para com os adeptos que vão ao estádio ao ter mais que forçado um vermelho aos 21 min e pôr milhares de pessoas a ver um 11x10 durante mais duma hora, sem uma razão clara para tal, passou o resto do jogo perdiddo, apitando a tudo, mas mesmo tudo, promovendo encenações e outro tipo de comportamento que não foram mais do que a natural consequencia de um péssimo trabalho deste arbitro.

Temos de facto uma grande EQUIPA. Ontem foi dada mais uma prova!
Pedro Varela disse…
Pedro,


mas não falaste sempre "só" em sorte? claro que tivemos em alguns momentos, mas a frase já tão gasta "não há campeões sem sorte".

SL
Sérgio disse…
Mais uma grande vitória do nosso SCP contra 14 ... assim vamos nós de vitória em vitória e diga-se sem COLINHO!!!

Não precisamos do DUVIDOSO para ganhar em Guimaraes ... bem pelo contrario.

SL,