terça-feira, 10 de janeiro de 2012

As últimas declarações de Bruno de Carvalho















A última vez que comentei as declarações de Bruno de Carvalho, fi-lo aqui e já lá vão uns meses. É sempre um assunto delicado pelo que resultou das últimas eleições. Desde esse dia, acompanho tudo o que ele escreve no seu Facebook, não só porque é um sócio que foi candidato à Presidência do Sporting, porque chegou a representar quase 1/3 desse eleitorado e porque tem uma visão que sendo contrária à da actual Direcção em muitos aspectos, merece ser acompanhada.

Há os que sempre estiveram distanciados de Bruno de Carvalho e que legitimamente questionam de forma sustentada (na sua linha de pensamento), mas é óbvio que há que ter alguma prudência com o que ele disse. As coisas são até bem simples.

O que melhorou? 
A comunicação entre adeptos e o clube, a aproximação é evidente e tem resultado. O investimento na equipa de futebol com resultados positivos. Algumas alterações importantes na comunicação do Sporting, como por exemplo a chegada do Pedro Sousa. O acreditar dos sócios numa viragem após 2 anos muito catastróficos, ter já sido possível ver em Alvalade e fora bons jogos da nossa equipa.

O que piorou ou se mantém inalterado?
Falta a auditoria financeira e o organigrama (que me lembre não foi apresentado). O departamento de marketing do Sporting precisa de alguém forte, com visão e estratégia para o médio/longo prazo, e não de quem viva de créditos passados. Faltam ainda os resultados desportivos (a época ainda não terminou) e como bem sabemos é fácil agarrarmo-nos ao "se no próximo fim de semana não vencermos podemos ficar em 4º" e isso na prática é igual ao ano passado (objectivamente).

Portanto, acho que nesta altura não vejo o problema de um sócio criticar as opções, mesmo que seja apenas um associado como todos nós, pois, como todos sabemos diariamente também criticamos e opinamos sobre diferentes situações. A democracia de um clube também é isto. Enquanto houver pluralidade de ideias quem fica a ganhar é o Sporting. Agora não vamos estar agarrados aos timings, ou ao facto de ele só o fazer porque não venceu as eleições. Até pode ser esse o caminho que Bruno de Carvalho esteja a seguir.  Ouve-se, lê-se e no momento certo e oportuno decide-se.

Sem comentários: