terça-feira, 8 de outubro de 2013

Faltam os "Gatos" para arranhar o MST


A lata deste trauliteiro. Mas alguém disse que este ano tínhamos sido os mais prejudicados? Até porque a contabilidade faz-se no final, e nestes últimos 30 anos, bem sabemos como isso costuma acabar.

Depois dá-me um certo gozo vê-lo a espumar sobre o nosso Presidente. Da petulância. Mas falar dos apitos dourados, dos Caldeiras, das negociatas dos centros de estádio, isso é que é mais complicado. Realmente as opiniões todas as dão, mas no caso do MST só mesmo as que lhe interessa dar. E se é para falar da grande penalidade contra o Vitória, completamente justa, podia também referir do jogo contra o Rio Ave, essa sim com influência no resultado e na liderança.

Saudades de ver os textos dos Gatos a colocarem-no em sentido nesse jornal. Mas a censura e interesses obscuros falaram mais alto!

4 comentários:

Sérgio disse...

MST ... !? não conheço :).

SL,

Jordi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jordi disse...

É o que dá mst escrever sobre bola e não ver os jogos...
No mesmo jogo houve um penalty claro por falta sobre Carrillo, não assinalado...

SL

http://invisuaisnomercado.blogspot.pt/

Master Groove disse...

"Deixar MST bolsar semanalmente todas as aleivosias que lhe vinham ao espírito contra Ricardo Araújo Pereira e Zé Diogo Quintela, a quem, à falta de argumentos, chamava “rafeiros” e “censores” com toda a impunidade, deixar MST, embriagado pelo ódio ao Clube que tem conduzido, sozinho, a luta pela decência no futebol, deixar MST impor a sua censura, é pior do que um tiro no pé, é uma vergonhosa cedência às birras e amuos dum arauto do FCP, que convive com o conteúdo das escutas do “Apito Dourado” mas insulta quem as ouve".


excelente artigo do A-PV: AQUI HÁ GATO

saudações desportivas