sábado, 5 de abril de 2014

Paços de Ferreira 1-3 Sporting :: um objectivo atingido!

O objectivo da época foi conseguido no jogo desta noite com a vitória em Paços. Matematicamente o Sporting conseguiu garantir o terceiro lugar. É pouco? Claramente. Nesta altura e pelo que a equipa demonstrou, todos esperamos que pelo menos a entrada directa na Champions seja conseguida. Mas a realidade é que o Sporting não tinha definido no início da época muito mais que o re-aproximar dos eternos rivais. Nesse particular, estão todos de parabéns!

O jogo desta noite noite acabou por ser menos complicado do que se imaginaria. Imaginaria, pelo que são as últimas deslocações à Mata Real, porque este ano acima do Mondego vencemos todos os jogos menos na deslocação ao Dragão. Hoje vencemos com toda a justiça.

Não há já palavras para classificar Sir William Carvalho. A sua acção no primeiro golo é absolutamente fantástica. A serenidade na jogada e no momento de finalizar é a prova da sua classe mundial. Paulo Bento ainda tem tempo para ver isso, hoje terá sido complicado até porque o nevoeiro não o terá permitido.

Até ao segundo golo, de Rojo, não foi preciso esperar muito. O central marca em 2 jogos consecutivos. Este ano até golos de canto marcamos. É bom não é?

Dois golos de vantagem foi a vantagem com que chegamos ao intervalo. Do Paços, a primeira parte resume-se a Bebé. Patrício foi chegando!

A segunda parte, os primeiros quinze minutos, são aquilo que nos confere o eterno sofrimento como Sportinguistas. Bebé marca um golo, Patrício podia ter feito melhor, o Paços domina o jogo, o Sporting quase sem bola e pairou a ideia que a vitória poderia estar tremida. 

Mas Adrien, com um remate certeiro, voltou a colocar a vantagem em dois golos. A partir daqui tudo mais simples, Filipe Anunciação ainda seria expulso, e se o Sporting tem carregado no acelerador tinha chegado a um resultado mais volumoso.

Obrigado aos adeptos Leoninos que estiveram na Mata Real, falhei o meu único jogo acima do Mondego, mas eles fizeram-me sentir como se lá estivesse. Grandes Leões!


Sem comentários: