domingo, 30 de novembro de 2014

Sporting 3-0 Vitória :: a dupla funcionou!

foto: Carlos Alberto Costa - zerozero.pt

Vitória tranquila do Sporting que foi a única equipa preocupada com os três pontos.

Uma nota prévia sobre o relvado de Alvalade. Manchado, "poa annua" segundo fiquei hoje a saber, por um seguidor no twitter. A renovação será obrigatória, dizem. E se ao início poderia ser só um problema de manchas e tonalidades, com o jogo o relvado começou a ficar desequilibrado notando-se bem o quanto nos pode prejudicar como aconteceu no lance do Capel, que ainda assim vai com toda a certeza parar ao Watts da Eurosport.

A primeira parte é um total domínio do Sporting. São 21 ataques com 12 remates. Marco Silva deixou João Mário no banco, curiosamente a seguir a um dos melhores jogos dele esta época, para arriscar tudo no ataque com Slimani e Montero. Poste, barra, foras de jogo mal assinalados e o ferry-boat de Setúbal ancorado em Alvalade conseguiram que o jogo fosse para o intervalo a zero.

Ainda assim, ficava a ideia que o Sporting apesar de muito melhor que o seu adversário, teria de correr bem mais para conseguir os 3 pontos. Uma obrigação!

A segunda parte não começou da melhor forma, o Sporting perdia algum fulgor ofensivo que durou 15 minutos. Altura em que Marco Silva coloca em campo João Mário e Carrillo para sair Adrien e Mané. O mote estava dado e no minuto seguinte Carrillo assiste João Mário para um remate perigoso à baliza de Ricardo Baptista.

Depois seguiram-se 2 minutos fatais para o Vitória. Tantas vezes o cântaro foi à fonte que acabou por quebrar. Primeiro por Slimani num bom desvio com os pés, e depois por Montero num excelente remate de fora de área a acabar com as dúvidas sobre quem iria vencer a partida.

Desbloqueado o caminho do golo, o Sporting controlou a partida a seu bel-prazer e ainda houve tempo para Slimani, de cabeça como ele tanto gosta, fechar o marcador em 3-0!

Três pontos importantíssimos antes de uma deslocação ao Bessa marcada pelo autêntico roubo no preço dos bilhetes!

Sem comentários: