sexta-feira, 26 de junho de 2015

O sorteio dos árbitros vai a votação na segunda


Esta semana li algumas pessoas preocupadas pelo facto de Bruno de Carvalho não ter estado na AG da Liga de Clubes da passada sexta feira. Não esteve, mas enviou Bruno Mascarenhas, vogal do Conselho Directivo para a Expansão e Núcleos.

As pessoas são importantes, e poderíamos até discutir se devia ou não ir o Presidente do Sporting à AG, mas relevante são as propostas que se apresentam com vista à melhoria do futebol nacional.

Foi o que o Sporting fez!

Para que se perceba, transcrevo do Jornal do Sporting desta semana, uma das propostas apresentadas e que vai a sufrágio na próxima segunda feira quando se retomar a AG da Liga de Clubes:

"Nesta altura, o Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol nomeia directamente os juizes para todos os encontros do Campeonato Nacional da I e da II Liga, algo que os responsáveis ‘verde e brancos’ contrapõem com o regresso do sorteio sem quaisquer constrangimentos mas com algumas ‘regras’.

Por exemplo, deverá haver um hiato de tempo e de jogos para que um árbitro não dirija vezes consecutivas a mesma equipa, ao mesmo tempo que defende um limite máximo de seis jogos por clube para cada juiz (três na condição de visitado, outros tantos como visitante). As propostas ‘leoninas’ argumentam ainda que deverão existir critérios de grau de dificuldade a tomar em linha de conta, mediante a importância e o contexto dos encontros.

Em paralelo, e repetindo uma ideia que já tinha sido defendida publicamente em diversas ocasiões, o Sporting quer também a divulgação pública dos relatórios dos árbitros e observadores e das notas atribuídas num período de 24 horas após a realização das partidas, no site oficial da prova.

Em resumo, o grande objectivo do Clube passa por devolver uma maior verdade desportiva à com- petição e criar regras mais claras e transparentes que favoreçam o futebol português e a sua imagem."

Mesmo que a votação seja favorável, a FPF ainda terá de ratificar a medida.

No entanto, na AG que decorreu na semana passada já foram tomadas algumas medidas importantes:

- os jogadores emprestados não podem defrontar os seus clubes de origem, cada clube só pode receber 3 jogadores por empréstimo (a ver se é desta que desaparecem as lesões fantasmas);

- a partir da próxima época todos os clubes das ligas profissionais terão de usar relvado natural nos seus estádios;

- o número de equipas que irá disputar o Campeonato Nacional da II Liga em 2016/17 vai mudar de 24 para 22;

- o número total de jogos da Taça da Liga passa de 83 para 48;

- passa a ser possível inscrever 30 atletas já na época 15/16, anteriormente era 27, mantém-se a possibilidade de inscrição de mais três atletas de primeiro ano sénior.

Segunda-feira há novidades!

Sem comentários: