terça-feira, 17 de maio de 2011

20 milhões (II)



No e-mail que o Presidente Godinho Lopes envia regularmente aos sócios (e adeptos) do Sporting. Uma das razões que me levou a ser contra a candidatura da lista A, era o facto de contrair mais dívida com recurso aos do costume.

Ainda recentemente se falou do empréstimo obrigacionista e que iria ser levado à AG da SAD, e ficou no ar se a emissão deste instrumento financeiro iria ser para pagar o empréstimo anterior e respectivo juros. Pensou-se que seria esse o caminho, mas com a recente comunicação de "financiar a actividade desportiva" percebe-se que o mais certo é que o dinheiro será para investir na equipa.

Obviamente que precisamos de investir na equipa, disso ninguém tem dúvida, mas o recurso à banca (como até agora tem sido feito) ficou sempre no ar como um caminho que poderia não ser seguido. Eu não acreditei nisso, e foi uma das razões que me levou a apoiar Bruno de Carvalho, que apesar da solução algo desconfiada poderia ser credível e diferenciadora. Se eu pudesse reprovava a emissão do empréstimo obrigacionista para financiar a actividade desportiva. Tenho de ser coerente com o que tenho defendido nos últimos tempos.

Alternativas? 

Se não existe um plano B, então era mesmo isso que deveria ter sido explicado ainda durante o processo eleitoral. Está na altura do Sporting ser sério e de perceber que não podemos ter a mesma postura que os governos da república portuguesa vão tendo.

Não acredito que não seja possível encontrar um caminho alternativo. Aguardarei portanto, pela realização da AG de amanhã com a expectativa de quem quer continuar vigilante em relação ao assunto finanças do Sporting e com a certeza que o caminho seguido será o de continuidade!


(nota: a área financeira não é o meu forte, logo posso estar a cometer alguma incorrecção)

6 comentários:

Leão de Alvalade disse...

Pedro,

A emissão do empréstimo é mesmo para financiar a actividade desportiva uma vez que o emitido anteriormente vai caducar e por isso (como digo no meu post de hoje) ao Sporting restavam 2 alternativas:

ou reembolsava esse valor aos investidores - os juros foram pagos semestralmente - dispondo de verbas próprias que não tem e que precisa para reforçar o plantel

ou recorria a novo empréstimo para saldar o anterior.

Isto é a SAD ou desvia os 20 milhões que pode vir a investir no reforço do plantel ou renova o anterior empréstimo.

Reprovar o empréstimo seria colocar o Sporting numa situação delicada. A verdade é que sem ele a actividade desportiva fica comprometida.

A expressão "financiar a actividade desportiva" não podia ser outra tendo em conta que falamos de uma Sociedade A. Desportiva.

Esta questão já havia sido levantada anteriormente passo a publicidade aqui:

http://anortedealvalade.blogspot.com/2011/04/leitura-da-entrevista-de-godinho-lopes.html

Abraço

Anónimo disse...

Penso que esta direcção tudo fará para investir, e bem, na actividade considerada a mola do clube: o futebol. Com a autorização dos accionistas da SAD neste empréstimo de 20 M€ e com a reactivação do Fundo da CMVM, a direcção conseguirá reunir uma verba considerada fulcral para investir na equipa de futebol. Sem investimento, não há resultados desportivos. Sem resultados, não geramos receita. E sem receita ....
Esta é uma das formas de financiamento alternativo a que os clubes podem recorrer. O Porto fez uma operação idêntica, no valor de 10 M€. Não vejo críticas. Vejo sim que os sócios e os investidores acreditam neste produto e nesta solução apresentada. Ao invés no nosso clube, tudo se critica.
Esta é a terceira operação que o Sporting leva a cabo. Nas anteriores as Obrigações foram totalmente colocadas, ou seja a Procura foi muito superior à Oferta. Oferece taxas bastante atrativas para os sócios, adeptos e os aforradores que decidam investir. É um excelente investimento.
Não há alternativa senão os clubes recorrerem a novos empréstimos para colherem os frutos a curto prazo.
Existe pouca liquidez nos clubes a nível mundial, o que se reflete directamente no mercado dos jogadores. O modelo de negócio dos clubes terá que ser revisto. Este tipo de empréstimo é, entre outros (Fundo de jogadores) uma alternativa à diminuição das verbas provenientes da venda de jogadores.

Anónimo disse...

Não acredito que a atual Administração avance com a Equipa B, construa o Pavilhão para as modalidades, ou cubra o fosso do Estádio com lugares sentados.
Deus queira que me engane, mas cada vez acredito menos em promessas.
A ver vamos.
DUARTE

Anónimo disse...

cada vez acredito menos que se tenha dinheiro para fazer tudo o que se prometeu, podem estar nos objectivos da direcção, mas o dinheiro não cai do céu. vamos esperar. sporting sempre.

CS1906

Mundo Desportivo disse...

Boas, gostaria de propor uma troca de links?

http://mundodesportivoblog.blogspot.com/

Obrigado

Anónimo disse...

Cardinal falha o treino sem autorizaçao e viajou p Dublin...
Fico aguardar desenvolvimentos...
E continuem-lhe a dar palmadinhas nas costas como na ultima vez...
Miguel