Sporting 2-1 Lazio
















Que ambiente fantástico em Alvalade, mas apesar de termos registado a melhor assistência da época, o Sporting esta noite europeia merecia um estádio cheio. Qualquer adepto que adore futebol sabe da importância das noites europeias para qualquer equipa. E hoje o adversário era de peso (5º lugar no campeonato italiano na última época). 

Se tivermos em conta o exemplo de que um clube de futebol é como uma religião, as noites de futebol internas são como visitar a igreja ao domingo. Obrigatórias e cheias de crença. Mas quando falamos da noites europeias, ainda que na Liga Europa, é como se nessa altura estivéssemos prontos para assistir a uma missa no Vaticano em plena praça de S. Pedro. A sumptuosidade e a relevância tornam-na única nas nossas vidas. Hoje foi uma noite assim com Alvalade a fervilhar durante 90 minutos e se a equipa lutou com tudo o que tinha, os espectadores foram claramente o 12º jogador. Enormes!
















Matías foi o escolhido para substituir Elias no 11 titular. Foi o tema de conversa durante quase toda a semana, quem iria substituir o brasileiro que tem exibido qualidade mais que suficiente para já ser insubstituível. O Chileno entrou, o 4-3-3 habitual de Domingos manteve-se e o que vimos foi um Sporting até ao golo a jogar quase sempre pelas alas. No centro, sem a "explosão habitual", estava complicado aparecer alguém para pegar no jogo. Pelas alas atacamos e o golo surgiu. Wolfswinkel, pela quinta vez consecutiva a marcar um importante golo para nos libertar das amarras da pressão que este joga exercia. 

A seguir ao golo o jogo passou por momentos de instabilidade, o Sporting adormeceu um pouco na partida, a Lazio subiu no terreno, pressionou, obrigou-nos a alterar a forma de atacar, o jogo passou mais pelo centro do terreno, mas estava a ser complicado ao Sporting voltar a estar por cima. Matías teimava em aparecer, Onyewu estava imperial, não é elegante a jogar mas muito eficaz. Foi o melhor em campo! (Rinaudo já nem conta, joga sempre bem!)

Sofremos o golo. Já perto do intervalo num lance em que Patrício, principalmente, poderia e deveria ter feito mais. Desta vez não houve assobiadelas ao jovem guardião, ainda bem, estamos a atravessar um ciclo que se espera novo que evitem erros do passado recente de assobiar os nossos jogadores.
















Mas a alma deste novo Sporting e do que têm sido as última partida é o crer e a vontade de vencer os jogos. O Sporting continuou a lutar pelo vitória, voltou a estar no comando do jogo e mesmo com apenas 5 minutos para se jogar na primeira parte, Insúa, que grande jogo pena a expulsão, marcou um golo de belo efeito no timing perfeito. Vantagem no marcador ao intervalo, tudo parecia bem encaminhado para a vitória na noite europeia e consequente liderança no grupo.

Estou em crer que na segunda parte com 11 jogadores a partida seria resolvida a nosso favor sem grandes complicações. Demonstramos ser mais equipa que a Lazio nos primeiros 45 minutos, mas um momento inesperado e inoportuno de Insúa levou a que a segunda parte foi de sofrimento e de coração Leonino a bater a alta velocidade.

Evaldo rapidamente entrou para cobrir a esquerda, André Santos foi ar para o "pulmão Leonino" e mais tarde Carriço foi o trinco da porta por onde não podia passar nada. A sorte hoje acompanhou-nos? Verdade e já era tempo. Alvalade acreditou sempre que a vitória hoje não iria fugir-nos. E assim foi!

Comentários

Pedro O. disse…
se fiquei satsfeito com a vitória? claro que fiquei!

se o apuramento fica muito mais proximo? efectivamente.

se tivemos momentos de grande qualidade de jogo? sim, tivemos!

se saiu convencido? não, houve coisas de que não gostei, mesmo

as opções de Domingos terão sido as correctas? parece-me que foi por acaso que não sofremos golos na 2ª parte

Num 10 contra 11, deve-se abdicar totalmente do ataque para segurar o resultado? Julgo que não, isso é depositar a determinação do resultado final apenas no factor sorte/azar, e o Sporting é mais que isso.

Se uma bola bombeada para a pequena área deve ser desfeita (a sua trajectória) pelo G-R porque é a sua área de jurisdição? É mais que sua obrigação

Melhor em campo? Onyewu!

33.500 pessoas? esperava-se um bocado mais, a equipa merecia.

se achei o arbitro horrivel? muito mau mesmo!

O que determina a reacção dos adeptos? a "ditadura" dos resultados, e isso é o que mais interessa, o resto é conversa...