sábado, 26 de novembro de 2011

Benfica 1-0 Sporting

imagem: Reuters
















Perdemos muito mal, mas como não encaixo vitória morais, há que levantar a cabeça. Tenho muito orgulho em ser do Sporting. Foi este o meu desabafo de final de jogo depois de 90 minutos de muita tensão.

Em nada, o jogo de hoje, muda o que até agora tenho comentado sobre a evolução da equipa Leonina. Há para mim dois candidatos, Benfica e Porto, e um outsider que está a construir a equipa e que vai dando boas indicações. Hoje viu-se isso.

Depois notou-se que não há banco à altura das circunstâncias. Como mais de 20 minutos de jogo a jogar contra 10, até eu fiquei por diversas vezes a pensar que raio de substituição poderia fazer Domingos. Retirar um central, alterar os trincos, arriscar com um segundo ponta de lança? A ida ao mercado em Janeiro, com o Sporting nos lugares cimeiros será decisivo para o que iremos fazer no que irá restar da época.

Sofrer golos de canto, apesar da equipa ter um jogador de estatura elevada e de um guarda redes que continua a melhor de ano para ano, é uma sina que continua a perseguir-nos. Não faz sentido e hoje custou-nos 3 pontos. O momento do jogo foi decisivo.

Daí que reforçar a ideia da ida ao mercado faz sentido, mas há que perceber o que continua a falhar nestes lances de bola parada.

A segunda parte dividiu-se em 3 momentos: uns 5 minutos iniciais que parecia mostrar um Sporting desencaixado e que o Benfica ia aproveitando e poderia ter terminado o jogo ali, depois seguiram-se oportunidades do Sporting que justificavam o empate, Elias voltou a subir de rendimento (nos últimos 2 jogos esteve uns furos abaixo do normal), mas muito perdulário e os últimos 20 minutos a jogar contra 10, com o cansaço físico a sentir-se, sem banco suficiente para virar o jogo e com o discernimento em queda, não foi possível chegar ao golo. Isso e porque o Benfica tem um bom guarda redes!

Mas volto a referir, não encaixo vitória morais, perdemos o jogo mas percebeu-se que Carrillo tem de ser titular. É o jogador que obrigatoriamente tenho de destacar. Há em Alvalade um diamante em bruto que terá um brilhante futuro pela frente. É jogador para estar 90 minutos em campo, com margem de progressão enorme.

Com a esta derrota e série de vitória interrompidas, há que começar uma nova série já no próximo fim de semana (para o campeonato) e continuar a amadurecer uma equipa que nos irá dar alegrias mais cedo ou mais tarde.

Por fim, ainda não percebi bem as condições em que estiveram os adeptos Leoninos, um assunto bastante debatido durante a semana, pelo menos no apoio foram fortes, no final já se soube que houve um incêndio, ficará para outras núpcias essa discussão.

9 comentários:

Anónimo disse...

Pedro,

Acho que foi um jogo muito equilibrado, com um Sporting cheio de intensidade, a cometer erros mas a pressionar muito e bem e a trabalhar para a vitória.

O único golo surge de um canto em que falha a marcaçao (nao acho que seja erro do Patrício, que fez um jogo impecável, mas sim eventualmente de Onyewu, que foi talvez o que teve mais dificuldades durante o jogo todo) e houve oportunidades para ambas equipas.

Sobre o que comentas: nao acho que seja preciso ir ao mercado. para a soluçao de 6, acho que o Carriço, com rotinas, pode render ainda mais, e hoje nao fez um mau jogo, contra o adversário mais forte que o Sporting pode encontrar a nível interno. senao André Santos também é uma soluçao, dependendo do adversário. e faltam Izmailov, Jeffren, Rodríguez, falta voltar Rinaudo, que ainda jogará esta época.

Tenho dúvidas que o Carrillo ainda esteja para jogar os 90 minutos. Hoje por exemplo, um facto determinante e surpreendentemente pouco falado foi a saída por lesao do Matías Fernández, a fazer os melhores minutos naquela posiçao desde que foi colocado ali, a ajudr muitíssimo em termos defensivos e a a transportar jogo para o ataque. Carrillo entrou bem no jogo mas nem sempre é consequente e pouca cobertura quando o Joao Pereira sobe, coisa que é normal porque está em formaçao. mas para aí há mais opçoes, ainda vamos ver Jeffren, claro.

saudaçoes leoninas,
tiago

PG disse...

Não, quem falha a marcação é o Schaars. Depois de ver os comentários na RTPIN do Bruno Prates, em que diz que é normal, nos cantos, não se marcarem faltas aos agarrões, acho que o Domingos deve passar a usar essa táctica: cada defesa agarrado ao seu opositor como grandes amigos que não se vêem há anos...

Joao Almeida disse...

Olá Pedro
Este deve ser o meu primeiro comentário aqui no blogue. E desde já dou te os meus parabéns!
Vou comentar um tema que ainda não chegaste, as condições pré-históricas a que fomos sujeitos:
Partimos de Alvalade pelas 18h e chegamos á Luz com 1 hora de antecedência. Fizeram-nos um bloqueio e ficámos intercalados com 4 grupos de capacetes azuis que faziam umas espécie de triagem!Havia apenas 4 grupos de seguranças(privados) para revistas a 3400 adeptos leoninos e como tal eu entrei no estádio e já passava da meia hora de jogo!Foi uma hora e meia de esmagamento, com crianças no meio, uma vergonha!
Ao chegar á bancada era impossível passar da entrada já que, até escadas estavam bloqueadas,porque eram tantas as pessoas naquela jaula!só após o intervalo é q conseguí sentar-me e "relaxar".
O SlBosta vangloria-se tanto e comete atitudes como esta contra os nossos adeptos!
Saudações Leoninas

Pedro Varela disse...

Tiago,

na ida ao mercado e apesar dos teus argumentos, eu não sou tão favorável à entrada do Carriço, alias, não me pareceu que ele estivesse assim tão bem no jogo. O André Santos ainda não provou ser uma solução para aquela posição.

Já quanto ao Carrillo, acho que na falta de Jeffrén, é ele quem deve jogar e não uma adaptação do Matías aquela posição.


João Almeida,

Obrigado, antes de tudo.
Sim realmente não comentei isso, e o que tu referes também já me tinha chegado pelos relatos no facebook de muitos que iam como tu no cortejo. E é engraçado que muitos benfiquistas reclamaram desse tipo de situações acontecidas no Dragão no ano passado, acho, e este ano fomos sujeito ao mesmo.

SL

Anónimo disse...

PG,
o Javi estava a ser marcado pelo Schaars, claro e nesse sentido é ele que perde o lance de cabeça. Só acho que estando o Javi imediatamente atrás, o Onyewu deve cobrir essa zona também. De qualquer forma, nao acho que tenha sido determinante, é o tipo de jogada que pode acontecer.

Pedro,
gostei do Carriço, ontem, acho que foi o melhor desempenho de um 6 que nao o Rinaudo desde que este se lesionou e logo contra o adversário mais complicado que o Sporting já apanhou. ir ao mercado é uma decisao que tem implicaçoes a médio-longo prazo, só por isso é que nao sou favorável.
tenho dúvidas sobre se o Carrillo é a melhor opçao para começar de início em todos os jogos. acho que ontem, por exemplo, o Sporting teria ganho em ter o Pereirinha no banco, poderia ter dado mais liberdade ao lateral e até a incursoes do Elias mais encostado à linha. mas é claro que Carrillo me parece opçao forte.

saudaçoes leoninas,
tiago

baG disse...

Olha aí está um comentário perfeitamente fundamentado! É impossível não sentir orgulho no Sporting. Temos que perceber q a equipa foi feita há poucos meses por isso é notório o que eles fizeram no estádio da luz, na CASA deles. o Benfica só ganhou em maturidade e experiência porque de resto o futebol foi bem praticado pelos dois lados. bem que achei o futebol do sporting algo superior mas depois no fim de contas, o resulta é que interessa. infelizmente são as regras do futebol

diogo disse...

tinha dado muito jeito o matias nao se ter lesionado, para meter o carrillo a rebentar aquilo tudo na 2ª parte. e ja nao falo em izma, jeffren, rinaudo ...

ODEIO LAMPIOES

http://cuatidiano.wordpress.com/2011/11/28/coisas-que-odeio-3/

dosul disse...

Varela,

Quase todas as nossas idas a alvalade têm sido assim, podes confirmar com o JG.

Aliás, já houve de tudo. desde confusão de levarem demasiadas pessoas e dps não conseguirem obrigar a fazer a "curva" para as escadas e haver esmagamento aí, até à do ano passado que nos meteram junto ao instituto ricardo jorge durante mais de 1 hora (entrei aos 30 mins).

Adoro é a malta que nunca foi levada na "caixa" pelos javardos da PSP e vem para aqui dizer que foi o SLB isto e aquilo.


Abço

N.T. disse...

O problema do Dragão foi o 1º adepto ter entrado já depois da meia hora de jogo!!!
(temporada Quique Flores)

Acredito que tenha havido problemas na entrada. Mas sejamos honestos. Há sempre! Há em Alvalade (nunca vi o pontapé de saída nos jogos em que vou para o sector visitante e até já festejei um golo fora da bancada), há no Dragão, há na Luz (já havia antes, não é um problema que tenha surgido ontem). É muito raro meter os adeptos todos antes do apito inicial. às vezes por atrasos no cortejo, outras vezes por causa das diversas barreiras prévias que a polícia monta. A revista é sempre demorada, já se sabe, e é raro ter mais que 5 seguranças a fazer revista (também se houver mais de pouco serve porque não passam na porta... pelo menos na Luz e em Alvalade, dadas as características das entradas)

O que eu acho curioso é isto ser reflexo dos novos estádios e da era dos robocops. Quando comecei a ir a Alvalade, no meio de Guardas Serôdios sem escudos e protecções de futebol americano, mesmo indo na cauda do cortejo, chegava a ver o aquecimento das equipas!!! Também é verdade que ia menos gente no cortejo...