quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Insúa entrevistado









Ontem foi Elias que deu uma excelente entrevista, hoje a vez de Emiliano Insúa. Provavelmente uma das melhores contratações do Sporting este ano. Em campo percebe-se a felicidade por vestir uma camisola com tanta história. Um sonho realizado. Alguns excertos da entrevista de hoje:

Como correram estes primeiros seis meses ao serviço do Sporting?
Bem! Estou muito contente. Tem superado todas as minhas expectativas. Foi, sem dúvida, uma mudança muito positiva: jogar, ter a confiança do treinador e as coisas estarem a sair-me bem. Estou muito feliz.

Qual é o ponto forte da equipa?
A humildade de todos os jogadores. Temos um grande potencial. Somos todos jogadores de 25 anos, salvo dois ou três companheiros que são um pouco mais velhos, e todos puxamos para o mesmo lado. Não existem superestrelas: a chave é ser um gripo unido. E temos demonstrado isso dentro de campo.

O confronto com o FC Porto é decisivo?
Sim, é um encontro muito importante, uma enorme festa, mas é em nossa casa, com o apoio do nosso público. Vamos ver o que acontece. Oxalá consigamos ganhar. 

Como é a sua relação com Rinaudo?
Boa. Damo-nos bem. É uma boa pessoa, e como jogador, todos os conhecemos: é um grande profissional.

Até que ponto a lesão de Rinaudo afectou a equipa?
Afectou muito, porque é um jogador muito importante. Mas soubemos substituí-lo, apesar de esperarmos que recupere rapidamente e regresse como estava antes de se lesionar, pois encontrava-se em muito bom nível.

Tinha apenas 2 golos marcados como profissional. Esta temporada já marcou quatro. Porquê?
A confiança do técnico e a forma de jogar da equipa foram a chave. No Sporting, os laterais atacam muito, porque a equipa joga sempre ao ataque. Também me pedem que tente fazer golos de cabeça e isso ajuda. A liberdade que o técnico me dá é bastante importante.

Sem comentários: