quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Lazio 2-0 Sporting

imagem: Uefa.com












Claro que a vitória era o que todos desejávamos. Mas tal como já falado noutros textos, dos 3 jogos que faltavam para terminar o ano de 2011, este eram sem dúvida o único que poderíamos usar para rodar jogadores e descansar outros, deixando a equipa principal com maior capacidade física para os próximos encontros.

A nossa prestação na Liga Europa que hoje termina salda-se pelo primeiro lugar no grupo, objectivo cumprido, evitámos algumas equipas fortes na próxima fase do sorteio e pela conquista da qualificação ao fim de 3 jornadas, feito inédito nas competições europeias. A próxima fase já é, novamente, a doer. Mas repito, nesta cumprimos!

Não é fácil dizer quem foram os melhores jogadores esta noite, se bem que Onyewu na primeira parte esteve muito bem, João Mário Eduardo (irmão de Wilson) aproveitou bem a oportunidade que lhe deram, é interessante poder contar com ele para trinco, mas há algumas certezas quanto a outros e respectivas posições. Evaldo é carta completamente falta do baralho, Pereirinha é aquele "motor" que quer arrancar mas não passa disso, apesar de ter tido uma boa iniciativa na primeira parte, André Santos não convence este ano nas funções que lhe têm sido atribuídas e Bojinov, que apesar de ser um jogador que segura bem as bolas, voltou a falhar na posição que lhe foi destinada.

De qualquer forma, o risco assumido por Domingos era enorme, e apesar de pensarmos sempre na vitória, e seria a primeira em Itália para as competições europeias, não se justificou outro resultado. Na próxima sexta feira ao meio dia há sorteio dos 16 avos de final. Começa tudo de novo e agora já não há margem para falhar, a única certeza é que a segunda mão da próxima eliminatória será em Alvalade!

5 comentários:

Mike Portugal disse...

Não consigo compreender como é que podem dizer (não és só tu) que o Pereirinha não fez nada sem ser um lance na 1ª parte.

Pererinha sabe jogar à bola, é inteligente, sabe onde estar e para onde passar. Das vezes que subiu criou mais perigo que o Carrillo (que verdadeiramente só passou 1 vez pelo defesa e devido a um erro do proprio defesa). Lembro-me agora dum cruzamento que já toda a gente pensava que estava perdido, em que Pererinha mete a bola na esquina da area, em vez de cruzar estupidamente e sem sentido como o colega do outro lado, porque viu um colega bem posicionado.

E depois há um lance aos 80m de jogo, em que os Italianos metem uma bola à distância para o seu flanco e ele, não só ganha em velocidade ao atacante, como ao 1º toque domina a bola, leva-a para o canto e da-lhe um toque para bater no atacante e ganhar o pontapé de baliza. Isto define a classe dum jogador.

Bancada de Leão disse...

Sinceramente Mike, acho que o Pereirinha tem desaproveitado todas as ocasiões para afirmação. Claro que poderia ter falado do Carrillo, admito isso, que tem de perder a mania de querer levar todo o mundo à frente.

Mike Portugal disse...

O que eu acho desesperante é que o Carrillo tem tecnica para dar e vender e desperdiça-a a tentar passar através (?!?!?) do adversário. Vi isto bastantes vezes hoje. É que nem tentava fintar para o lado.

Bancada de Leão disse...

Verdade, é um diamante para ser trabalhado, exagerou hoje nas investidas e na tentativa de fintar 2 ou 3 jogadores numa jogada apenas, quando podia ter simplificado muitos lances.

Certamente Domingos estará atento a isso, e fará entender o jogador que não é por ali o caminho.

Sérgio disse...

Varela,

Partilho da mesma opinião do Mike, Pereirinha ainda vai ser muito útil esta época, mas claro que a jogar juntamente com os melhores não no meio de 2ª e 3ª escolhas.

O resultado ontem só puderia ser mesmo aquele o jogo contra o Lille o ano passado foi a excepção à regra.

Mais que criticar ou apontar defeitos prefiro elogiar a qualidade dos jovens formados no nosso clube.

Agora vamos lá visitar Coimbra e trazer os preciosos 3 pontos em disputa.

SL,