sábado, 19 de janeiro de 2013

Breves Leoninas

Foram precisos 27 jogos para ser repetido um onze titular no Sporting. Se há necessidade de estabilidade, para já o único a conseguir apresentá-la foi Jesualdo Ferreira. Não foi um jogo tão intenso como em Olhão, mas o resultado final e prático foi o mesmo. Obviamente, com muito para ser trabalhado.

Pranjic foi emprestado ao Celta, segundo a comunicação social. Acreditei a certa altura que esta contratação poderia ser uma boa opção para jogar a 10. O saída do crota de 31 anos mostra bem a instabilidade que se vive no clube, pois deixou de ser necessidade e será certamente "substituído" por opções internas. Faz falta pensar o Sporting a médio/longo prazo, para não se andar a cometer erros destes.

De Insúa não consigo perceber como pode algum Sportinguista ficar contente com a sua saída. Mesmo que envolva uma quantia interessante. O jogador argentino já demonstrou em diferentes relvados e competições com a camisola do Sporting que é um jogador fundamental. Precisa de estar em forma? Sim. Mas também precisámos de uma clube estável. São jogadores com a garra do "bom velho" Insúa que nos fazem acreditar nas equipas.

O apelo que se viu nas bancadas por parte da Torcida em relação aos milhões da bola gastos desnecessariamente em detrimento da formação e do pavilhão do Sporting, fazem hoje cada vez mais sentido.

Uma palavra para Rui Rego, guarda redes do Beira Mar, que no final do jogo elogiou Rui Patrício dizendo que "é o melhor guarda redes de Portugal". Isso e acrescentava um dos melhores da europa.

Sem comentários: