Prejuízos do Sporting :: as responsabilidades dos sócios


Os relatórios e contas que foram apresentados nos últimos dia da SAD Leonina não trazem nada de novo. Não há muito a reflectir sobre os números que o compõe, os erros que representam, os falhanços estratégicos que foram assumidos. Nada. Tudo era esperado!

Desde 2009 foram acumulados prejuízos de 160 milhões de euros que passaram por 3 Direcções distintas: Soares Franco, José Eduardo Bettencourt e Godinho Lopes (o Bruno de Carvalho só entra nos últimos meses destes resultados e sem acções concretas). 

Os prejuízos acumulados não são única e exclusivamente da responsabilidade das Direcções. Os sócios do Sporting também têm de assumir a sua parte!

Na AG que foi aprovada a reestruturação financeira, já referente ao mandato de Bruno de Carvalho, o que mais gostei de ouvir nesse dia não foi que o Sporting era nosso, ou que a auditoria iria avançar, ou que havia uma união muito positiva em torno do clube. Claro que tudo isso era óptimo, mas há um momento que é importante e que determinava uma alteração de rumo. Bruno de Carvalho dirigia-se aos sócios presentes na AG, perto de 1.500, e ao falar sobre o plano de reestruturação dizia que os Sportinguistas também têm de assumir a sua participação no clube.

Apoiar o clube, desportiva e financeiramente, e andar em cima das diferentes matérias relacionadas com o clube. Bater palmas quando eles merecem, criticar de forma construtiva quando os assuntos sérios levam o clube por caminhos menos claros. Nos últimos anos, os Sportinguistas, muitos, uma grande parte diria, deixaram-se levar. Sonhos no início de campeonato até ao calvário dos finais da época.

Por isso, há culpados pelo estado vergonhoso e calamitoso que se atingiu, principalmente a nível financeiro, com causa directa a nível desportivo, mas o alheamento que se viveu nestes últimos anos não deixa de estar relacionado com a situação sofrível que agora, lentamente vamos ter alterar!

Nunca esquecer que a situação inverteu-se porque os sócios quiseram!

Por fim, falar da falta de transparência que aos poucos começa a descobrir-se, que não queremos ver repetida e que necessitamos de uma auditoria para perceber. É Viola que afinal custou 1,7 milhões de euros, contrariando esse génio da finança chamado Nobre Guedes. Ou os valores absurdos que um clube em falência ainda tem de pagar (e pagava) a Luís Duque, 100 mil euros já liquidados, faltam ainda 205 mil. 

E serve para esta Direcção. A informação deve chegar aos associados de forma clara e sem rodeios. É isso que se espera que seja colocado em prática!

Comentários

Unknown disse…
Um relátório apresentado de forma parcial (não se refere a parte dos passes que foi vendida de seguida e porque valores), por uma pessoa que já mentiu duas vezes aos sócios.
Que os números das anteriores direcções apresentavam um passivo enorme já todos o sabiamos, foi mais do que tema nas eleições e antes delas, mas parece que BC continua em campanha. Os números desta direcção, sabe-se lá quando os saberemos.
Transparência?! Onde anda ela? Informação aos sócios?! Só a que interessa e aos poucos, conforme vai dando jeito.
O passado continua a ser uma desculpa muito útil e, no futuro, será mais ainda.
Mas continuem com o "SCP é nosso", é um bom lema, integrador sem dúvida. Se calhar não é meu, devo deixar de pagar as quotas, mas de uma coisa estou certo, não votei em nenhum dos anterires presidentes nem no actual (coisa que nem todos podem dizer) talvez por isso seja menos meu, não sei, mas "os verdadeiros" devem saber.
Bruno disse…
sinceramente não entendo a azia de alguns sócios do SCP. O relatório de contas é anual e apenas mostra a gestão do ano anterior. Ano que vem o senhor terá o relatório referente á atual época desportiva e aí poderá ver o trabalho feito pela atual direção, e quem sabe até comparar! Ao contrário do que escreve a direção não se escondeu atrás do passado, pelo contrário identificou o problema e fez que sabia para resolver, o que isso tem de errado? E espere que mais vai-se ficar a saber, isso quando a auditoria de contas levada a cabo pelo conselho fiscal sair, aí é que o senhor vai ver o porquê de o clube quase ter fechado portas. Precisamos de todos inclusive do senhor que parece estar pouco satisfeito com o trabalho desta direção, não deixe de ser sócio e manifeste a sua insatisfação nas AG , pois é assim que deve ser feito, certo!
Sérgio disse…
Para perceber melhor alguns dos negocios feitos por GL & cpa.

Resumo tirado do site SVPN - http://svpn.blogspot.pt/2013/09/relatorio-descontas.html


"Também no específico de compras e vendas de jogadores há algumas incongruências, face ao que nos foi exposto pela Direcção, nomeadamente em relação à:

venda de Emiliano Insúa (vendido por 3.5M € por 35% sendo que o Sporting CP detém ainda 37% dos direitos económicos do jogador),
troca de Marat Izmailov por Miguel Lopes (foram cedidos 50% do passe do russo ao FC Porto por 1M €, ao passo que a compra de 50% do passe do lateral custou 1.750M €),
venda de Yannick Djaló (só se comprova o ressarcimento de 1M €, ao contrário dos supostos 4.5M € avançados),
compra do passe de Elias Trindade (que representou um negócio total de 11.150M €, ao contrário dos 8.850M € comunicados à CMVM, e dos quais se vendeu 50% seguidamente, à QFIL, por 3.850M € perdendo, imediatamente, um investimento de 3.450M €),
compra de Marcos Rojo (custou, afinal, 5.425M € pela totalidade do passe, contra os 4M € avançados. 75% do passe foi vendido a um fundo por 3M €, representando perda de 1.425M €),
compra de Zakaria Labyad (totalizando 3.5M € por 70% do passe, entre o que foi pago de indemnização ao PSV Eindhoven e o prémio de assinatura do jogador)
compra de Danijel Pranjic (o custo-zero correspondeu a 1.08M €)
compra de Emiliano Insúa (o custo-zero que Carlos Freitas afirmou, por 50% do passe, custou afinal 1.728M €, e a alienação do jogador João Carlos Teixeira),
compra de Diego Rubio (2.223M € por 80% do passe),
renovação de Adrien Silva (o Sporting CP detém 50% do passe do jogador, já com a devolução dos 20% anteriormente detidos pela Holdimo - os outros 50% não se incluem em nenhum outro fundo, pelo que suponho que pertencem ao próprio jogador e/ou empresário),
compra de Jefferson (custou 700 mil € por 60% do passe)."

Mas para o Leo o problema é o BdC ... triste.

SL,


José Duarte disse…
Leo Filo, faz um favor a ti mesmo e ao Sporting, deixa de pagar quotas e desaparece!
Isto se fores sócio como dizes, o que duvido muito, porque os gajos que fazem a figura que tu fazes são aqueles que largam o clube quando o clube deixa de ser controlado pelos "amiguinhos".

Desaparece!

Mensagens populares deste blogue

Porque não concordo com a expulsão de Bruno de Carvalho!

Sporting 2-3 Rio Ave :: fim de ciclo para Keizer!

A actual Direcção do Sporting deve marcar uma AG para ouvir os sócios. Já!