domingo, 6 de outubro de 2013

Sporting 4-0 Vitória FC :: 19 anos depois, a liderança!

Foram precisos passar 19 anos para chegar novamente ao primeiro lugar à 7 jornada. Ainda que à condição. É fantástico, e no final do texto direi o porquê. É deprimente? Também. Porque reflecte e muito, a forma atribulada e desastrosa como tem sido gerido o nosso clube.

Mas como raio sobrevivemos a isto? Simples. Pelo facto de termos os melhores adeptos do mundo. Que nunca abandonaram a equipa, que querem acreditar sempre que isto vai mudar, que não deixam ficar para trás nunca o clube. Basta recuar no tempo e analisar o que se passou até ter chegado o título conseguido por Inácio.

Ontem em Alvalade foram mais de 32.500 a marca presença, porque acreditam, como sempre têm acreditado, que o Sporting está no bom caminho!

Tem Leonardo Jardim conseguido criar um onze base capaz de responder com assinalável sucesso na actual época. A defesa aos poucos vai ficando cada vez mais sólida, depois do teste em Braga, a ver o que faz no Dragão. No meio campo a presença forte e constante de William Carvalho e Adrien são já imagens de marca. Na frente Montero, já não deixa dúvidas, Wilson Eduardo e Carrillo vão sendo as apostas cada vez mais frequentes. 

Mas ontem havia um problema? Ou melhor, era preciso pensar numa alternativa para o lado esquerdo.

O treinador Leonino apresentou Piris. Saiu directamente da equipa B para a titularidade. Funcionou na perfeição. O jovem jogador mostrou o porquê de ter sido a solução de Leonardo. No flash-interview após o jogo ter terminado, o treinador Leonino com a humildade que o caracterizam explicou a sua opção. Apesar de Piris ser de preferência uma lateral direito, há um conjunto de qualidades que lhe estão intrínsecas derivadas da posição. Funcionou na perfeição e lançou um aviso sério para o lado direito.

Resolvido o problema do lado esquerdo, era preciso conquistar os 3 pontos. Novo assalto ao primeiro lugar. Há umas semanas atrás esse objetivo tinha sido falhado, em casa também, diante do Rio Ave.

O Sporting começou bem. A dominar o jogo, boas trocas de bola, mas com a pressão bastante subida do Vitória e com pouco espaço de manobra, era complicado chegar à baliza adversária. Pelo meio nem pensar, nas laterais e fruto principalmente das tentativas de Carrillo, a bola ia chegando à frente ainda que sem grandes possibilidades de Montero finalizar.

O peruano Carrillo tem tido a sua grande oportunidade em Alvalade. Leonardo Jardim forçou a sua continuidade em campo contra o Braga e agora diante do Vitória. O jovem jogador tem potencial, disso ninguém pode duvidar, o seu momento é agora. Ontem marcou um golo, atirou uma poste, e é actualmente o nosso único jogador capaz de "explodir criativamente". Na gíria futebolística, tirar um coelho da cartola a qualquer momento. Por vezes tem sido muito criticado, eu tenho-o feito, talvez porque se pretende uma cultura de exigência cada vez maior no Sporting. Porque há pouco espaço para se errar. Carrillo tem tudo para o conseguir, Leonardo tem tudo para lhe indicar o caminho certo. Quero acreditar nisto!

Mas apesar do trabalho da equipa, da maior posse de bola, o Sporting teimava caminhar para o intervalo sem marcar. Até que a 5 minutos do final da primeira parte, num mau atraso para o guarda redes sadino, Montero interceptou a bola e no frente a frente com apenas Carlos Servín, fez aquilo que sabe melhor e colocou a redondinha no fundo da baliza. Golo e abertas as portas da fortaleza Vitoriana.

Digo fortaleza, porque o início da segunda parte, trouxe exactamente o mesmo figurino de jogo. O Vitória a perder e fechado atrás, o Sporting a procurar um novo golo para descansar e não se passar um novo filme como tinha acontecido contra o Rio Ave.

O treinador do Vitória, José Mota, podia ter mudado a estratégia para os segundos 45 minutos. Preferiu acreditar que continuando na defesa, com o autocarro diante da baliza, poderia ter sorte num lance de bola parada, ou quem sabe, voltar a aparecer alguém com a mão a dar-lhe um golo caído do céu.

Não aconteceu. O Sporting partiu para uma exibição muito agradável que culminou com 3 golos.

Primeiro Carrillo numa grande jogada. Depois Montero, outra vez o nosso Fredy "Krueger" Montero a matar, com assistência de Piris. Estava ganha a noite!

Pausa para as bancadas. O título de melhor cântico da época ninguém nos tira, a Curva Sul de Alvalade está....brutal!

Novo golo, agora de Adrien na conversão de uma grande penalidade. Há uma certa tendência para os nossos adversários jogarem com a mão na sua área. Desta vez o árbitro viu.

Com o resultado fechado nos 4 golos, houve tempo para a estreia de Carlos Mané. E agora explico porque é fantástico o que se tem feito em Alvalade.



Aos poucos, mesmo sem ainda ter vencido algum troféu, os adeptos Sportinguistas devem estar orgulhosos do que se tem feito. Um presidente que pegou no clube e lhe devolveu a dignidade há muito desaparecida. Que recupera o respeito interno e dos seus adversários de dia para dia. Com jogadores que no ano passado estavam subvalorizados, descrentes e que agora começam a ganhar o seu espaço. E depois pelo meio, lança-se mais um jovem jogador, até para esquecer um outro que já anda por terras turcas. Um clube diferente, moderno, diria, e que aos poucos vai-se adaptando à sua nova realidade.

Com um treinador que para já só lhe podemos agradecer o facto de conseguir colocar o Sporting a jogar algum futebol de qualidade. Leonardo Jardim é o responsável por isso e é nele que caiem as maiores esperanças sobre o que pode fazer por este Sporting. Humilde, trabalhador e profissional a 100%.

Candidato ao título? O Sporting como um grande clube do futebol nacional será sempre. Mas não é importante estar constantemente a falar disso. Somos candidatos a vencer os jogos todos. Com humildade e a certeza que ainda nada, mas mesmo nada foi conquistado.

Paragem para a Selecção, Taça de Portugal e no regresso...E vamos todos ao Dragão!

6 comentários:

Frederico disse...

Os jornalistas vão buscar estatísticas que não lembram ao diabo e fazes um post sem sequer pensar no que eles dizem!

Nesses 19 anos fomos campeões duas vezes e nem sequer pensas no absurdo que o título do post é?

A estatística que ouviste - mas não prestaste atenção - foi:

"19 anos depois, aliderança ...
...
à 7ª jornada!"

Frederico disse...

Apesar do título e dos primeiros parágrafos, o post está bom, nomeadamente quando falas nos adeptos.

Mas os adeptos são também culpados dos que nos tem acontecido, pois metade deles passam o tempo todo a dizer mal dos jornalistas mas depois não pensam no que ouvem /lêem...

Bancada de Leão disse...

Meu caro Frederico, bastava avisar para corrigir, e não tirar logo conclusões. Claro que me falto a palavra à 7 jornada no texto. O título do post é propositado.

Obrigado pelo reparo!

SL

Bancada de Leão disse...

E o primeiro parágrafo, ao contrário do que possa pensar, diz muito como nós no encontramos nestes últimos anos.

Leo Filo disse...

Um post que revela o deslumbramento do autor do blog, que perdeu, completamente, o sentido crítico. Vivemos no paraíso, tudo está bem.... BC é o maior! Agora até "já somos" candidados ao título!?
Quanto ao jogo, como se previa, foi um jogo difícil e muito importante.
Um jogo que foi resolvido por Montero, mais uma vez, um jogador que, tal como Liedson fez durante vários anos, esconde muitos dos problemas da equipa. Sem dúvida uma excelente contratação desta direcção.
A primeira parte cumpriu o que se esperava, nomeadamente contra uma equipa de José Mota, até que surgiu Montero a aproveitar um erro do VS. A classe com que tira o GR da jogada, é brilhante.
O meio campo voltou, finalmente, a funcionar bem, esperemos que a paragem da seleção não volte a criar problemas nesse sector.
WE joga melhor no lado esquerdo, o problema é que Carrillo também, embora continue com os seus apagões (como disse Manuel José: "sabe jogar à bola, mas não sabe jogar futebol").
Piris cumpriu, apesar de jogar do lado esquerdo, mas esperemos que não seja necessário jogar no dragão.
Maurício teve um jogo para esquecer, principalmente na primeira parte.
Vamos ao dragão a apenas 2 pontos, depois de já ter defrontado o braguinha e os lampiões, não podemos estar descontentes com os resultados obtidos até ao momento, os quais tem sido muito bons.
Mais importante que o próximo jogo, os que temos de ganhar são os jogos como o de ontem, esses, tal como o próximo, valem 3 pontos, e ganhar todos os pontos em casa é muito importante.
Em suma, resultado melhor que a exibição (principalmente na primeira parte), de uma equipa da qual LJ está a conseguir tirar o melhor que ela pode dar.

Bancada de Leão disse...

Leo Filo....pá, tu desfruta as vitórias do Sporting. Olha que te fazem bem...na época passada não tiveste muito disto!