domingo, 24 de setembro de 2017

Moreirense 1-1 Sporting :: jogar 45 minutos não chega!


Se não podemos contar com os Sportinguistas vamos contar com quem? 

Esta, apesar da primeira parte dada de borla ao Moreirense, é a pergunta que temos de fazer após os 90 minutos. O Sporting está em segundo lugar, com 6 vitórias e 1 empate, recebe o líder do campeonato na próxima jornada, com possibilidade de o passar, mas pelos vistos tudo está errado. A fazer fé pelo que se vai lendo e ouvindo.

Há dias em que gostava de estar ao lado de Jorge Jesus durante os momentos que antecedem a escolha da equipa titular e perceber porque Acuña esteve na Taça da Liga e não foi convocado, ou porque Battaglia só entrou na segunda parte, ou porque se dá minutos a Alan Ruiz como titular quando, claramente, não está apto para isso?

Os Sportinguistas encheram o estádio Comendador Joaquim Almeida de Freitas, apesar dos preços exorbitantes praticados para um campo como aquele. Para recordar, 19€, 35€ e 45€, o custo do ingresso. Durante 90 minutos, entre uns tímidos assobios, o que se ouviu das bancadas foi apoio, apoio e mais apoio. Mas no final deprime-se. 

Deprimir por perdermos 2 pontos desta forma, é uma coisa, achar, como já li, que perdemos o campeonato...é só estúpido!

Mas voltemos a Jorge Jesus que escolheu um 11 titular completamente ao lado. Acuña não pôde jogar, e viu-se a falta que fez, Battaglia ficou no banco por opção técnica, incompreensível, Alan Ruiz, tirando o primeiro remate que fez, foi um espectador privilegiado, dentro de campo, Bruno César...já não é para estas andanças.

Claro que na primeira parte há que adicionar que Bruno Fernandes não esteve bem e Gelson muitos furos abaixo do que é normal. Dois motores desta equipa.

Sofremos o golo naquela que consideram a pior altura, antes do intervalo, depois de um corte acidental que foi parar ao jogador do Moreirense, os tais com o pior ataque, para desferir uma bomba contra Patrício.

O resultado era pesado para o que foram os primeiros 45 minutos.

A segunda parte começa com Doumbia na equipa e saída de Alan Ruiz. Normal!

O Sporting começa a pressionar e rapidamente se percebe que o golo do empate estaria à bica. A dúvida estava em compreender se era possível marcar nos primeiros 15 minutos, tal era o anti-jogo praticado pela equipa de Manuel Machado. 

E foi, aos 60 minutos, um auto golo após remate de William Carvalho. Mais um grande jogo do contrariado reforço de verão do West "Dildo Brothers" Ham!

Naturalmente Jesus tinha de mexer para chegarmos ao segundo golo e olhando para o banco era previsível que Battaglia e Iuri tinham de entrar. 

Se Battaglia entrou e a nossa agressividade e transição para o ataque passou a ser outra, saiu Bruno Fernandes, que mesmo a jogar abaixo do normal, nos fez perder o pouco jogo interior que tínhamos.

Foi nesse período que Gelson teve a melhor oportunidade ao atirar à barra num daqueles lances que pensas, "não matámos o jogo...não se se vai dar mais"!

Não deu!

Iuri voltou a ter nova oportunidade, saltou primeiro para a direita, mas obviamente não é a sua praia. Depois regressou à esquerda, Gelson sacrificou-se no lado oposto, mas incompreensivelmente o jovem jogador que esta época está a ter mais oportunidades, não foi capaz  de colocar a bola a bola na área e servir em condições os seus companheiros de ataque. Não foi uma, nem duas, foram três, sendo que uma delas estava completamente sozinho e chutou para a linha de fundo. Sentiu a pressão?

Perdemos dois pontos num campo onde, à partida, não podíamos perder. Esse é o amargo que fica deste jogo. A equipa do Moreirense, ao contrário de Tondela e Feirense no últimos nossos jogos, estava ao nosso alcance e nada fez para justificar a nossa apatia, principalmente na primeira parte.

Perdemos a oportunidade de receber o Porto em igualdade pontual e passar para a liderança isolada com mais 3 pontos.

Perdemos tudo isso em 45 minutos por culpa de Jorge Jesus. Não há problema nenhum em dizê-lo.

O que resta?
Do campeonato muito. Do próximo jogo diante do Porto, se é para ganhar...ganhem!

Sem comentários: