sexta-feira, 13 de outubro de 2017

ARC Oleiros 2-4 Sporting :: vitória tranquila

foto: Luís Manuel Neves

Vamos recuar uns dias quando se falou da marcação dos diferentes jogos dos grandes na 3ª eliminatória da Taça de Portugal. Todos se recordarão que só o Sporting foi visado nesta contenda e quiseram passar a mensagem que não estávamos a respeitar o espírito desta competição. 

Uma das mentiras foi mesmo levada ao extremo onde se equacionava a possibilidade do Sporting jogar com juniores (e afins), desrespeitando as regras da Taça de Portugal, levando a que pudesse ser eliminado da competição.

Depois, como o azeite na água, a verdade veio cá para cima e ficámos todos a saber que o Sporting ia mesmo jogar no sintético do municipal de Oleiros, com uma bancada amovível para aumentar a capacidade do estádio de 600 para 2.300 e a festa da Taça ia mesmo realizar-se. Além disso, a receita do jogo que estava destinada ao Sporting ia (e foi) ser entregue ao Bombeiros. Vénia!

O Sporting respeitou, e bem, a Taça de Portugal, já os outros...

Naturalmente Jorge Jesus fez uma revolução no plantel e foi a noite dos jovens. Entre jogadores que estão a tentar conseguir aproximar-se do 11 principal do Sporting e as promessas vindas da formação, o Sporting venceu com toda a naturalidade por 4-2.

Destaque óbvio para Palhinha com 2 golos, Podence com as várias assistências para golo e a mostrar que está noutro nível e Rafael Leão que aos 18 anos se estreou, e marcou, pela principal equipa do Sporting.

O Sporting segue em frente na Taça de Portugal e pode agora preparar com mais calma o importante jogo da Liga dos Campeões diante da Juventus em Itália.

Nota final para os que ainda ficaram preocupados com os dois golos sofridos. É mesmo necessário? Ou é falta de assunto para criticar o clube?

Sem comentários: