quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Barcelona 2-0 Sporting :: seguimos na Europa!

foto:  Manuel Queimadelos Alonso/Getty Images

O Sporting perdeu em Barcelona e na última jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões sai da competição. De cabeça erguida, tendo em conta a qualidade dos adversários, mas fica a sensação que tanto em Itália como em Alvalade diante da Juventus podíamos ter feito mais, e tínhamos capacidade para tal, e, quem sabe, nesta altura estaríamos a festejar o apuramento para os oitavos de final da competição.

Jorge Jesus lançou um 11 titular em Espanha quase previsível tirando a entrada de Alan Ruiz. Se o objetivo passava por acreditar na sorte e no que a equipa era capaz de fazer sem estar preocupado com as notícias da Grécia e já com os olhos postos no Bessa, então, o 11 apresentado não era um problema. Mas, durante a semana o treinador do Sporting sempre falou no plano A e B, com ou sem Messi no Barcelona e que valia a pena acreditar na possibilidade de vencer o Barcelona em Espanha. Daí que tenha sido estranho algumas opções tomadas.

A primeira parte terminou com um nulo no resultado e, praticamente, um nulo na nossa capacidade ofensiva. O jogo não esticava, era raro conseguir fazer chegar a bola a Alan Ruiz e quando isso acontecia era um desastre. Da Grécia a notícia não era animadora e a Juventus já vencia, o que tornava a nossa missão impossível e quase por orgulho e respeito aos 3 mil que viajaram até à Catalunha era preciso fazer algo para mudar o rumo dos acontecimentos.

Entram Bas Dost e Gelson, sofremos dois golos, um de canto, novamente de bola parada contra o Barcelona, e um auto golo por um dos jogadores que menos mereceria tal infortúnio: Mathieu. Pelo meio, Bas Dost falhou diante do seu compatriota Cillessen aquele que seria o golo do empate no melhor período da equipa no jogo.

O Sporting é eliminado da principal competição de clubes mas há um jogador em particular que gostaria de destacar pela forma como esteve presente e por aquilo que jogou durante esta fase: Piccini. Quando chegou a Alvalade foi maltratado por muitos adeptos Leoninos que, num jeito muito particular que só acontece no Sporting, assumem logo o lapso da sua contratação, ou porque vão ao fórum do clube de onde veio depois de analisar o que dizem os adeptos do clube, ou porque vão ao YouTube ver vídeos ou porque há um amigo que o viu jogar e não deixa boas indicações sobre isso.

Piccini passou por cima disso tudo, tem actualmente concorrência, mas é, sem sombra de dúvidas, titular indiscutível. Não é um jogador fora de série e tem algumas lacunas, conseguiu, no entanto, calar algumas bocas mais sensíveis sobre a sua vinda para o Sporting.

Passada que está a Liga dos Campeões vamos para a Liga Europa. Teremos tempo para falar disso quando for assunto, não me preocupa absolutamente o que por lá possa acontecer, mas fica já o aviso que não faz sentido andar-se a pensar que vamos ganhar ou que somos os principais candidatos à vitória final. Adiante!

Vem aí o Boavista, jogo absolutamente importante para continuarmos no primeiro lugar, de quem estão à espera para marcar presença no Estádio do Bessa?

Sem comentários: